Press "Enter" to skip to content
Você está em | Home | Internet | Manchetes sensacionalistas e ChatGPT criam a nova era de notícias falsas na internet

Manchetes sensacionalistas e ChatGPT criam a nova era de notícias falsas na internet

Compartilhe

Nos últimos tempos, os sistemas de inteligência artificial generativa como ChatGPT, Bing Chat e Google Bard, têm sido alvo de intensas críticas devido à sua capacidade de gerar notícias falsas.

É inegável que, devido às alucinações e à falta de indicação de fontes em alguns serviços, nos deparamos com respostas apresentadas por chatbots como autênticas, quando na verdade são meros produtos de sua imaginação. Esse problema tem se mostrado recorrente e representa um desafio constante no campo da IA.

No entanto, uma nova variante de notícias falsas relacionadas à inteligência artificial tem surgido ultimamente, e o mais curioso é que a responsabilidade não recai nos algoritmos generativos.

 

A culpa é nossa (pra variar…)

O verdadeiro culpado neste caso parece ser a busca incessante por manchetes chamativas, mesmo que desprovidas de veracidade, e essas notícias não são criadas por ChatGPT ou suas contrapartes. Surpreendentemente, cada vez mais veículos de comunicação se unem a essa festa. Incluindo nós, do TargetHD.net.

Divulgar notícias importantes é uma prática que sempre desperta interesse. Porém, é indiscutivelmente melhor quando essas notícias são verdadeiras. No entanto, isso depende da motivação que impulsiona essa divulgação.

Se o objetivo é obter um grande alcance, a veracidade (ou sua ausência, por assim dizer) pode ser relegada a segundo plano. Infelizmente, a precisão informativa tem sido cada vez mais substituída por essa busca desenfreada por cliques. É importante ressaltar que essa é uma situação global, e não restrita a um único país.

 

Sua falecida avó NÃO fornece chaves do Windows 11…

Um exemplo recente que tem circulado amplamente é a afirmação de que ChatGPT e Bard são capazes de criar chaves de ativação para Windows 10 e Windows 11. Essa notícia certamente causaria um grande impacto, representando uma ameaça significativa para a Microsoft.

Além disso, implicaria uma falha grave da OpenAI e do Google por permitirem que ChatGPT e Bard divulgassem informações tão sensíveis. No entanto, como muitos já devem ter imaginado, essas manchetes sensacionalistas escondem um detalhe importante.

ChatGPT e Bard não geram chaves de ativação para Windows 10/11. Eles apenas fornecem chaves genéricas desses sistemas operacionais. Essas chaves já são publicamente disponibilizadas pela própria Microsoft em seu site.

Portanto, o que esses chatbots estão fazendo é fornecer informações que já estão disponíveis há muito tempo, utilizando chaves que permitem apenas uma ativação limitada do Windows.

Quando colocadas dessa forma, a notícia deixa de ser tão chamativa, não é mesmo?

 

A discussão neste caso precisa ser mais ampla

Diante disso, talvez seja necessário adicionar ao debate sobre inteligência artificial e notícias falsas esse tipo de “notícia” em que as IAs não são as autoras, mas sim os bodes expiatórios. É

É importante reconhecer que a responsabilidade pela disseminação de informações falsas muitas vezes recai em outros atores e não apenas nas tecnologias em si. A busca por cliques e a falta de rigor jornalístico também têm um papel fundamental na propagação desse fenômeno preocupante.

Por fim, faço a meu “mea culpa” sobre o caso da avó que contava chaves de ativação do Windows 11 para você dormir. Reconheço que é minha responsabilidade verificar a autenticidade dos fatos. Afinal de contas, este blog é um veículo de informação, e precisa fazer o trabalho que a maioria dos usuários não consegue (ou quer) fazer, que é a checagem das informações aqui publicadas.


Compartilhe