TargetHD.net | Notícias, Dicas e Reviews de Tecnologia Plano básico com publicidade é ainda pior do que a Netflix contou que seria | TargetHD.net Press "Enter" to skip to content
Wetten.com Brasil Apostas
Você está em | Home | Uncategorized | Plano básico com publicidade é ainda pior do que a Netflix contou que seria

Plano básico com publicidade é ainda pior do que a Netflix contou que seria

Compartilhe

Nada pode ser tão ruim que não possa piorar. Principalmente quando algo é explicitamente ruim, como é o caso do plano da Netflix com publicidade. E é só quando o serviço chega aos usuários na prática é que sabemos qual é o tamanho da encrenca que prepararam para os assinantes.

O novo plano chegou até os usuários de todo o mundo, incluindo no Brasil. E agora nós descobrimos que a Netflix não contou todos os segredos escondidos neste plano. Inclusive aqueles detalhes que são grandes segredos para os usuários da Apple.

Bom, se você tem um dispositivo Apple TV e pensou em economizar algum dinheiro com o plano com publicidade da Netflix, é melhor você ler este artigo com muita atenção.

 

Não são todos os conteúdos que estão disponíveis neste plano

Isso era algo que todo mundo já sabia que aconteceria neste primeiro momento, mas como agora o plano é uma realidade para todos, podemos entrar em maiores detalhes.

A Netflix decidiu lançar o plano com publicidade em resolução HD (720p) sem conversar com os seus parceiros de conteúdo, mudando as regras do jogo no meio do caminho. Dessa forma, vários contratos de licenciamento não contavam com esse “pequeno aditivo” de contrato que automaticamente foi criado com a chegada do novo plano.

Enquanto a Netflix não consegue concluir a renegociação com todos esses parceiros que fornecem filmes e séries para a empresa, boa parte dos conteúdos de outros estúdios ficarão de fora desse plano básico com publicidade, o que já é um baita prejuízo para os assinantes, mesmo que o valor cobrado pela assinatura seja menor.

Tudo bem, você pode até dizer que, pelo menos nos números frios, não podemos dizer que é muito grande o catálogo que vai ficar de fora nesse plano básico com publicidade. Estima-se que essa perda fica entre 5% e 10%. Porém, é errado pensar em QUANTIDADE neste caso. Algumas das séries que ficaram de fora se destacam pela QUALIDADE e POPULARIDADE, e como não houve acordo com cinco dos maiores estúdios de Hollywood (incluindo Warner Bros. Discovery, Disney e Sony), séries como The Crown, Cobra Kai e Breaking Bad ficam de fora desse plano com publicidade.

Até porque o valor de R$ 18,90 por mês não está necessariamente atrelado à quantidade de conteúdo disponível, mas principalmente à publicidade que o usuário será obrigado a assistir antes e durante a exibição de um filme ou de um episódio de série de TV no serviço.

E nem deveria ser assim, já que não faz muito sentido na minha cabeça pagar duas vezes para ver o mesmo conteúdo. Afinal de contas, publicidade é publicidade, e alguém está pagando para aquela pausa publicitária ser exibida. Neste aspecto, a única que está ganhando DUAS VEZES em cima do assinante é a própria Netflix.

Porém, ainda não estamos enxergando aqui o mesmo ponto de maturidade encontrado na Pluto TV, que tem canais ao vivo, um catálogo interessante de conteúdos on demand e oferece tudo isso de graça, porque exibe comerciais em cada um dos seus canais.

Mas… um dia a Netflix chega lá.

Agora, vamos apresentar a “novidade” que nem todo mundo sabia que o plano básico com publicidade da Netflix oferece para os proprietários de alguns dispositivos.

 

Ele não funciona com todos os dispositivos

O simples fato de você pagar para ver comercial na Netflix já o coloca em uma categoria de excluídos, no melhor sentido “esquecidos no churrasco”. Isso acontece porque esse plano básico com publicidade não funciona com todos os dispositivos onde a plataforma de streaming está presente.

Nos dispositivos móveis, o plano básico com publicidade da Netflix só vai funcionar com o Android 7 ou superior, ou com o iOS 15 ou superior. E até aqui até que está razoável, pois não dá para imaginar que algum desenvolvedor vai ficar trabalhando no desenvolvimento de apps para dispositivos com um sistema operacional muito antigo ou desatualizado.

O que é estranho aqui é descobrir que esse plano básico com publicidade não vai funcionar com os dispositivos Apple TV, pelo menos nesse início de vida útil do plano.

É claro que esse pode ser um problema pontual da plataforma, e deve ser resolvido com o passar do tempo. Mas saber que justamente o dispositivo mais caro entre a lista de compatíveis com a Netflix ficou de fora dessa compatibilidade é algo bem estranho, para dizer o mínimo.

Será que Netflix e Apple estão “forçando a barra”, com a ideia subliminar que os proprietários do Apple TV já pagam caro demais pelo dispositivo, o que dá a entender que eles podem pagar planos mais caros do serviço de streaming? E, para ser bem sincero… não é difícil imaginar que essa dupla pensaria dessa forma.

Outros sistemas que não são compatíveis com o plano básico com publicidade na Netflix são: Windows, Chromecast, Chromecast Ultra e PlayStation 3. Em todos os casos, quando a plataforma identificar que o usuário está tentando acessar esse plano a partir de um dispositivo não compatível, um aviso será emitido para informar sobre essa ausência de compatibilidade. Então, ou você usa outro dispositivo compatível, ou faz um upgrade para um plano compatível (e mais caro).

 

E aí? Vale a pena encarar o plano básico com publicidade da Netflix?

Nesses termos apresentados, fica difícil defender esse plano.

Desde o momento em que esse plano básico com publicidade da Netflix foi anunciado, eu me manifestei contrário à ele. Por causa do valor, por causa das limitações de conteúdos em exibição, por causa da limitação de resolução, por causa da publicidade e porque o Pluto TV faz a mesma coisa sem cobrar nada por isso.

A Netflix é a plataforma de streaming que ditou as regras desse segmento, e nadou sozinha de braçada durante muito tempo. Agora, que se tornou cara demais e tem uma concorrência tão boa quanto, apresenta esse plano capado com comerciais, onde só ela ganha duas vezes.

Esse plano básico com publicidade mais parece uma promoção de Black Fraude mal-feita: tudo pela metade do dobro. Se você quer manter a Netflix na sua casa, vale mais a pena dividir a conta Premium e dividir inclusive os valores adicionais para a divisão da conta. Mesmo que seja R$ 17 a mais para cada um, ainda vale a pena pagar o dobro pelo plano dividido e não ter limitação nenhuma para ver tudo em 4K do que essa proposta com séries restrições que a plataforma apresentou.

Mas o golpe está aí. Cai quem quer.


Compartilhe