Press "Enter" to skip to content
Você está em | Home | Smartphones | O Samsung Galaxy A05… merece existir?

O Samsung Galaxy A05… merece existir?

Compartilhe

As decisões tomadas pela Samsung nos últimos dias em relação aos lançamentos de smartphones de entrada no Brasil foram tão sérias, que me fizeram repensar por completo sobre o seu telefone mais barato neste momento.

Eu realmente estou tentando entender por que a dona Samsung lança primeiro o Galaxy A05 para depois anunciar o Galaxy A05s, que é tecnicamente melhor do que o seu irmão menor.

Aqui, a única explicação que aceito é tentar melar o lançamento do Moto G34 da Motorola, que atraiu parte dos holofotes ao desembarcar por aqui. E agora, eu nem sei se o Galaxy A05 merece existir no Brasil.

 

O que o Galaxy A05 pode ter de bom?

Para começo de conversa, o Galaxy A05 foi anunciado lá fora em setembro de 2023, e esse não é exatamente o meu problema com ele. Já disse várias vezes que boa parte dos brasileiros só podem pagar no máximo R$ 1.000 em um smartphone.

O meu grande problema é que um telefone como o Galaxy A05 só se justifica pelo preço mesmo. E o consumidor brasileiro que luta para colocar comida na mesa e ganha dois salários-mínimos merece algo melhor.

Até o marketing da Samsung dá a entender que o Galaxy A05 é um excelente smartphone por tudo o que oferece, quando isso claramente não é verdade. O Galaxy A05s é bem mais decente do que ele.

A forma em como a Samsung capou o Galaxy A05 é tamanha, que os questionamentos sobre a sua validade em nosso mercado estão mais do que justificadas. E são ainda mais válidas com o lançamento do Galaxy A05s.

O Galaxy A05 não tem leitor de digitais (o que é o básico do básico para qualquer telefone), tela PLS LCD com resolução HD+, o processador MediaTek Helio G85 (que é o motivo para ele não ter o 5G) e apenas 4 GB de RAM e 128 GB de armazenamento.

Em todos esses pontos que mencionei, o Galaxy A05s é melhor. Inclusive no processador Snapdragon 680, que mesmo não oferecendo o 5G, pode entregar uma experiência de uso melhor que o chip da MediaTek.

Principalmente quando o Android pode trabalhar com 6 GB de RAM, que não é o mundo ideal para mim (que conta com pelo menos 8 GB de RAM), mas que já é mais do que os restritivos 4 GB desse telefone.

Tá, eu não mencionei o sensor de câmera traseira a menos e a câmera frontal de 8 MP do Galaxy A05. Mas diante de outros detalhes mais relevantes, esses dois itens nem são tão graves assim.

 

O Galaxy A05 merece existir?

Sinceramente? Eu não consigo entender como o Galaxy A05 pode ter uma validade ou justificativa de existência no mercado brasileiro diante do lançamento do Galaxy A05s.

Olhando para o lado mediático, o modelo chegou mais cedo ao mercado brasileiro apenas e tão somente para tentar “quebrar as pernas” da Motorola e tirar um pouco dos holofotes que o Moto G34 recebeu.

Em um mundo normal e perfeito como, por exemplo, é o mercado da Malásia, Galaxy A05 e Galaxy A05s foram lançados juntos. E todo mundo entendeu que são propostas diferentes dentro desse segmento de telefone de entrada.

O mesmo poderia ser feito aqui sem maiores problemas, pois essa separação aconteceria de qualquer forma quando as pessoas minimamente alfabetizadas percebessem as diferenças entre os dois modelos.

Considerando os descontos oferecidos, a diferença de valores entre o Galaxy A05 (R$ 719 com descontos) e o Galaxy A05s (R$ 999 sem descontos) pode ser relevante para muitos considerarem a compra no modelo menor.

E eu entendo isso perfeitamente. De novo: muitas pessoas não podem gastar muito dinheiro na compra de um smartphone, mesmo em um modelo de entrada.

Porém, para aquelas pessoas que entram na regra do “quem paga R$ 800 paga R$ 1.000”, eu digo: em nome do bom senso e até mesmo de sua saúde mental e emocional, compre o Galaxy A05s.

A sua experiência de uso será consideravelmente melhor. E não encare essa compra como “gasto de dinheiro”, mas sim como um investimento, mesmo que seja em um telefone de entrada.

Diante da existência do Galaxy A05s, o Galaxy A05 simplesmente não deveria existir. Ele se torna um inútil diante da proposta do seu irmão maior.

 

Ainda assim… ele vale a pena?

O Galaxy A05 só vale a pena para quem realmente quer (ou precisa) economizar o máximo possível na compra de um smartphone, e vai saber lidar com as restrições técnicas que o dispositivo oferece.

Ou ele serve para o meu pai, que viveu por anos com o horroroso LG K10 e achava aquele smartphone melhor do que o Galaxy J2 (que também não era grande coisa).

Em todos os outros casos, investir R$ 200 a mais no Galaxy A05s é algo mais do que justificado. E a Samsung está jogando fora recursos de marketing (que poderiam muito bem vir para mim, inclusive) para promover de forma inútil o Galaxy A05.


Compartilhe