O que o Gemini Advanced pode fazer por você

Compartilhe

Eu sei que o Google deixou as coisas meio confusas sobre a sua nova abordagem para a sua Inteligência Artificial. A migração de Bard para Gemini foi explicada de forma detalhada neste artigo que eu escrevi mais cedo.

Mas eu quero ir um pouco além nessa questão, já que a gigante de Mountain View apresentou o Gemini Advanced, versão paga e avançada do Gemini, que chega para bater de frente com o ChatGPT Plus e Copilot Pro da Microsoft (e ambos usam o GPT-4).

Neste artigo, vou explicar melhor qual é a do Gemini Advanced, mostrar as diferenças dele dos demais, falar sobre o preço do recurso no Brasil apresentar as principais características do recurso.

 

Recapitulando: do Bard para o Gemini

O Google Bard era o chatbot que utilizava o modelo de linguagem LLM e a alternativa da gigante de Mountain View para competir com a proposta de IA da OpenAI. OK, ele mudou de nome e de modelo de Inteligência artificial.

Agora, tudo se chama Gemini. Motor de IA, chatbot, e tudo o que está relacionado. De acordo com o Google, seu nome foi escolhido para representar a comunicação, a versatilidade e a criatividade.

E o Gemini quer ser exatamente isso: um chatbot capaz de interpretar comandos em texto, voz e imagens, entregando tarefas simples e complexas com a máxima eficiência.

O nome do chatbot é o mesmo do modelo de linguagem que ele utiliza. O Gemini é superior ao LLM, já que é baseado no Transformer-XL que trabalha com 2.4 bilhões de parâmetros, analisando um volume maior de informações e compreendendo melhor os comandos em outros idiomas.

Sua versão mais avançada é a Gemini Ultra 1.0, que é o que está presente no Gemini Advanced que, por sua vez, é um pacote de serviços que inclui a IA, entre outras ferramentas que já estão integradas ao Google One.

Mas eu falo mais sobre isso daqui a pouco.

 

O que há de novo no Gemini Ultra 1.0?

A Gemini Ultra 1.0 é a versão mais potente do modelo de linguagem da Google até hoje. Ele oferece uma experiência mais personalizada e eficiente para os usuários do chatbot.

Algumas das novidades são:

Raciocínio otimizado: a Gemini Ultra 1.0 é capaz de resolver problemas lógicos e matemáticos, inferir relações causais e temporais, e aplicar conhecimento prévio ou aprendido em novas situações.

Melhor compreensão de instruções: a IA pode seguir instruções complexas e específicas dos usuários, como gerar textos com determinadas características, formatos ou estilos, ou executar tarefas como codificar, resumir ou traduzir.

Interpretação e desenvolvimento de códigos: a nova Gemini Ultra 1.0 pode entender e gerar código em diversas linguagens de programação, como Python, Java, C++, HTML e CSS. Ele pode ajudar os usuários a aprender a programar, corrigir erros, otimizar algoritmos ou criar aplicações.

Mais apta para a colaboração criativa: essa IA pode ser muito útil em projetos criativos, como escrever poemas, histórias, músicas ou roteiros. Ele pode sugerir ideias, dar feedback, fazer perguntas ou completar frases.

 

Como o Gemini Ultra 1.0 se compara ao GPT-4?

O modelo de linguagem da OpenAI na versão GPT-4 tem (neste momento) 2 bilhões de parâmetros, e é treinado em um corpus de texto da internet chamado Common Crawl.

A promessa do Google é que a Gemini Ultra 1.0 supere o GPT-4 em vários aspectos, mas tudo o que a gigante de Mountain View até agora apresentou foi na teoria. Só vamos descobrir se é tudo isso mesmo na prática, e isso pode demorar um pouco para acontecer.

De qualquer forma, vamos assumir que tudo o que vamos ler a partir de agora seja verdade ou algo possível de ser alcançado quando o Gemini Ultra chegar aos usuários.

Em testes realizados pela Google Research, o Gemini Ultra 1.0 obteve resultados melhores do que o GPT-4 em 57 áreas de conhecimento avaliadas pelo teste MMLU (Massive Multitask Language Understanding), um teste que mede a capacidade dos modelos de linguagem de entender textos em diferentes domínios e tarefas.

Algumas das áreas em que o Gemini Ultra se destacou mais foram matemática, física, história, direito, medicina e ética. Convenhamos: campos complexos e muito relevantes do conhecimento para ignorarmos o eventual potencial dessa IA.

 

Como eu posso usar o Gemini Advanced?

Gemini está disponível em duas versões: Gemini (gratuita) e Gemini Advanced (paga).

Falando de forma mais específica sobre a versão paga da plataforma, a Gemini Advanced está presente em um plano específico do Google One chamado Google One AI Premium. Ou seja, ele é uma alternativa de uso avançado da IA, cujo chatbot estará integrado em várias funcionalidades da gigante de Mountain View com o passar do tempo.

Para usar a Gemini Advanced no pacote Google One AI Premium, o usuário brasileiro terá que pagar em torno de R$ 96 por mês. No plano também estão incluídos os 2 TB de armazenamento na nuvem e todos os recursos que o Google One tradicional oferecem.

Tanto o Gemini quanto o Gemini Advanced estão disponíveis em dispositivos móveis, com aplicativo próprio no Android e integração no app do Google no iOS. Você também pode acessá-los pelo navegador ou pelo Google Assistant.

O Gemini Ultra 1.0 também será integrado em outros produtos Google, como Google Workspace e Google Cloud. Dessa forma, você pode melhorar a sua produtividade e criatividade em serviços como Gmail, Docs, Sheets, Slides e Meet, além de criar soluções personalizadas para o seu negócio ou projeto.

 

Vale a pena?

Se você quer otimizar o seu tempo, aumentar a sua produtividade e tem boa parte de sua vida conectada ao Google, quem sabe não chegou a hora de investir quase R$ 100 por mês no serviço de armazenamento na nuvem do Google, só para ter o Gemini Ultra 1.0.

Porém, eu aconselho fortemente que ao menos aguarde um pouco para ver os primeiros comparativos dos resultados entre ele e o GPT-4. Dependendo do seu nível de exigência, dá para se virar bem com as opções gratuitas oferecidas pela Microsoft via Copilot.

Saber trabalhar com a Inteligência Artificial será o segredo para o futuro de muitos profissionais nos mais diferentes campos. E é muito melhor conviver com os chatbots do que ter medo deles.

E esse é o campo que mais vai avançar no mundo da tecnologia. Logo, procure identificar se vale a pena fazer um investimento a sério neste campo antes de mergulhar de cabeça na proposta do Gemini Advanced.


Compartilhe