Wetten.com Brasil Apostas
Home » Software » O que é o EcoQoS, e como ele funciona

O que é o EcoQoS, e como ele funciona

Compartilhe

Você precisa proteger o processador do seu computador. Tenha sempre isso em mente. E ele pode ficar comprometido de acordo com o número de processos que o Windows 10 está executando ao mesmo tempo. E se o seu processador é fraco, evidentemente.

A Microsoft apresentou uma solução que pode resolver o problema: o EcoQoS. Esse recurso não vai chegar ao usuário final, já que é pensado nos desenvolvedores de software para o Windows 10.

Neste post, vamos mostrar mais detalhes sobre o funcionamento do EcoQoS, e como ele pode beneficiar o usuário final nos aspectos de desempenho do computador.

 

 

 

O que é o EcoQoS?

O EcoQoS é um novo nível de qualidade que os desenvolvedores podem optar para executar os seus aplicativos de forma mais eficiente, aumentando a autonomia de bateria dos notebooks, diminuindo a velocidade do ventilador e mantendo a temperatura do equipamento como um todo.

Velocidades mais altas do processador resultam em um maior desempenho, mas também consome mais energia, o que reduz a autonomia de bateria, obrigando um maior número de recargas e aumentando os seus gastos com energia elétrica.

Além disso, quando o processador está trabalhando em uma velocidade mais alta, a temperatura do notebook aumenta, obrigando o ventilador a trabalhar muito mais rápido, o que eleva o ruído que nem sempre é algo desejado, principalmente para quem realiza gravações através do PC.

 

 

A promessa do EcoQoS é acabar com esses cenários em breve. O recurso está em testes na Windows 10 Insider Preview Build 2135, e pode ser ativado de forma simples pelos Insiders, através do administrador de tarefas.

Basta ativar o EcoQoS e pronto: os desenvolvedores de aplicativos e a própria Microsoft cuidam das configurações pertinentes para um melhor desempenho. O Windows 10 vai detectar quais são os processos prioritários e secundários para não forçar o processador e, dessa forma, economizar o consumo de energia no dispositivo.

E a redução do consumo de recursos da CPU não é algo que pode ser dispensado por qualquer usuário: análises preliminares indicam que a economia de desempenho do processador pode ser de até 90%.

 

 

 

Já posso ativar esse recurso?

Se você é um usuário Insider com a versão mencionada do Windows 10 Preview, já dá para ativar o EcoQoS dentro dos processos disponíveis no administrador de tarefas. Não sabemos quando a funcionalidade vai chegar ao usuário final, mas deve acontecer em uma das últimas atualizações do ano que a Microsoft deve entregar.

Agora, uma observação muito importante para os leitores mais animados com tudo o que foi escrito aqui.

O recurso EcoQoS não vai funcionar para todos os computadores disponíveis no mercado. O recurso só é compatível para os notebooks com processadores Intel de décima e décima primeira geração (meu Lenovo IdeaPad L340 ficou de fora, infelizmente), ou para processadores AMD Ryzen da série 5000 ou superior e para os chips da Qualcomm baseados em ARM.

Ou seja, vale a pena conferir as configurações de hardware antes mesmo de se tornar um Insider pensando especificamente nessa funcionalidade. Isso pode economizar tempo e dores de cabeça.


Compartilhe