Novo iOS incorpora alertas de exposição à Covid

Compartilhe

Foto: Unsplash.com

A Apple disponibilizou para usuários do iPhone e iPad o IOS 13.7, no início de setembro, que conta com o Exposure Notification Express, uma ferramenta baseada no Apple Maps para ajudar autoridades públicas no combate à pandemia do novo coronavírus. A nova funcionalidade também foi incorporada ao IOS.14, lançado no dia 15 de setembro e já disponível para download e atualização. 

A gamer e especialista em celulares do GUIA 55, Daniele Padrão, explica que uma das principais vantagens desta nova função é que agora as pessoas não precisam mais baixar um aplicativo do sistema de saúde local para fazer este monitoramento, mas pondera que para o recurso funcionar é necessário que os governos façam a sua parte, uma vez que o recurso mantém uma base de dados levando em conta informações do ministério da saúde local. 

Com base nestes dados, é possível detectar quais dispositivos pertencem a alguém que teve contato ou foi infectado. Outro fator interessante desta função é que a Apple pode enviar instruções de segurança para usuários da função que possam ter entrado em contato com alguém infectado”, explica Daniela. Além disso, a novidade busca auxiliar instituições de saúde pública a localizar possíveis surtos do vírus. 

 

 

 

Como funcionam as notificações de exposição

 

O iPhone usa bluetooth para manter um registro ao longo do dia, buscando outros telefones IOS e Android que tenham as Notificações de Exposição ativadas e mantém um registo de 14 dias. Se uma pessoa receber o diagnóstico positivo de coronavírus, ela pode comunicar e notificar anonimamente pessoas que estiveram próximas a ela. 

Caso você tenha sido exposto, alguma autoridade de saúde pública pode notificá-lo. O iPhone fará a verificação do registro em busca de exposição a qualquer pessoa que tenha informado um diagnóstico positivo de coronavírus. Se alguma exposição exceder as orientações da autoridade de saúde pública, a pessoa recebe uma notificação. 

 

 

 

Privacidade

 

Para proteger a privacidade da pessoa, a Apple destaca nas informações do recurso que “se você optar por ativar as Notificações de Exposição, sua permissão será solicitada para coletar e compartilhar IDs aleatórios. Isso permitirá que o seu dispositivo use Bluetooth para anunciar um identificador aleatório (os “Identificadores Bluetooth”), uma string de números aleatórios que muda a cada 10–20 minutos”, diz a apresentação. 

 Esses números são gerados criptograficamente no dispositivo a partir de uma chave gerada aleatoriamente que muda pelo menos a cada 24 horas. “Os identificadores Bluetooth e as chaves de dispositivo aleatórias não incluem informações sobre a sua localização ou identidade”, informa a Apple. 

 

 

 

Lave as mãos 

 

Além deste recurso, os usuários do Apple Watch terão mais uma ajuda para lembrarem de se prevenir do coronavírus. Por meio de um som da água e movimentos dos pulsos, ele ativará automaticamente um contador de 20 segundos para incentivar o usuário a continuar a higienização propriamente. Lembretes também serão enviados de forma regular à pessoa.


Compartilhe