TargetHD.net | Notícias, Dicas e Reviews de Tecnologia ASUS ROG Phone 6 no Brasil: vale a pena pagar R$ 10 mil por ele? | TargetHD.net Press "Enter" to skip to content
Wetten.com Brasil Apostas
Você está em | Home | Smartphones | ASUS ROG Phone 6 no Brasil: vale a pena pagar R$ 10 mil por ele?

ASUS ROG Phone 6 no Brasil: vale a pena pagar R$ 10 mil por ele?

Compartilhe

O ASUS ROG Phone 6 chegou ao Brasil. E, como era de se esperar, custa caro. Mas talvez ele custe mais caro do que muitos usuários que são fãs da ASUS esperavam, o que deixou um gosto agridoce na boca dos gamers.

Muitos se perguntam se o ASUS ROG Phone 6 vale tudo isso o que a ASUS está pedindo para o produto no Brasil, e entendo que é importante colocar tudo em perspectiva. Não podemos analisar apenas as especificações técnicas, mas também o momento do mercado de telefonia móvel.

Por isso, vamos tentar explicar neste artigo por que o ASUS ROG Phone 6 pode custar até R$ 10 mil no Brasil (e se vale a pena você pagar essa pequena fortuna nele).

 

O que é mais importante: a máxima potência ou o telefone do Batman?

A ASUS trouxe quatro variantes do ASUS ROG Phone 6 ao Brasil, o que resultou em uma variante de preços que vai de R$ 6.999 (ROG Phone 6 preto, com 256 GB de armazenamento e 8 GB de RAM) até R$ 9.999 (ROG Phone 6 Pro, com 512 GB de armazenamento e 18 GB de RAM).

No meio do caminho tem a versão Batman Edition (com 256 GB de armazenamento e 12 GB de RAM), que custa R$ 8.999, e o ROG Phone 6D Ultimate, que aposta no MediaTek Dimensity 9000+ e 16 GB de RAM LPDDR5x, que ainda não tem preço anunciado por aqui.

É de se imaginar que a grande maioria dos usuários que vão se interessar por uma das quatro versões apresentadas para o nosso mercado acabe dando uma maior preferência para o ASUS ROG Phone 6 mais básico, que conta com o muito competente processador Snapdragon 8+ Gen 1.

E eu realmente não sei quem realmente precisa da potência máxima do modelo Pro a R$ 10 mil. Dá até para entender que esse modelo só existe em nosso mercado por uma questão mediática, pois são poucos os jogos que realmente exploram todo esse potencial de hardware apresentado pelo modelo.

Mas o grande problema da ASUS com o lançamento do ASUS ROG Phone 6 no Brasil é que existe uma concorrência composta por outras marcas asiáticas que oferecem produtos tão bons quanto (em alguns casos, até melhores) com preços mais competitivos, inclusive considerando as taxas de importação.

E a impressão que fica quando vejo o modelo base do ASUS ROG Phone 6 custando R$ 7 mil é que aquela ASUS que pensava em reduzir os custos finais do produto para objetivamente conquistar um mercado com potencial volume de vendas como é o Brasil deixou a empresa com a saída do Marcel Campos.

Saudades.

 

Vale a pena o ASUS ROG Phone 6 por esses valores?

Não resta dúvidas que estamos diante de ótimos smartphones para os gamers e usuários mais exigentes. Porém, são produtos que chegaram um pouco mais caro do que normalmente poderiam custar, e isso pode espantar clientes em potencial.

Eu entendo perfeitamente o momento presente. A inflação chegou para todo mundo, o dólar está com uma cotação maluca, esses telefones não são fabricados no Brasil e o Marcel Campos era o responsável pelos telefones da ASUS contarem com preços tão competitivos em nosso mercado.

Tudo isso explica o valor inicial sugerido de R$ 6.999 para o ASUS ROG Phone 6. Porém, isso não significa que esse preço é validado para ele neste exato momento.

A principal concorrência da ASUS neste segmento no Brasil não é a Apple ou a Samsung. São as outras marcas asiáticas que conquistaram um público enorme no Brasil através da importação de dispositivos. E muitos modelos dentro do mesmo segmento gamer podem ser tão bons quanto o ASUS ROG Phone 6, mas custando menos. E isso é o que mais importa para o consumidor.

Se o ASUS ROG Phone 6 partisse do preço base de R$ 5.999, quem sabe ele seria mais fácil de ser recomendado. Custando R$ 1.000 a mais, tenho minhas dúvidas. E o modelo Pro terá que trabalhar (e muito) com o convencimento para eliminar a estigma de ser um telefone com processador MediaTek que, por sinal, melhorou muito os seus chips nos últimos anos.

Por fim, tem que ser muito fã do Batman para pagar R$ 9 mil em um smartphone customizado com o Cavaleiro das Trevas. E só mesmo o gamer que é fã freak da DC Comics para investir uma montanha de dinheiro em um smartphone top de linha.

De qualquer forma, boa sorte para a ASUS com o novo ASUS ROG Phone 6 no Brasil. Ela vai precisar.


Compartilhe