TargetHD.net | Notícias, Dicas e Reviews de Tecnologia A Apple quer te reconquistar no iPhone 15 | TargetHD.net Press "Enter" to skip to content
Wetten.com Brasil Apostas
Você está em | Home | Smartphones | A Apple quer te reconquistar no iPhone 15

A Apple quer te reconquistar no iPhone 15

Compartilhe

Eu sei que estou insistindo MUITO em falar sobre a Apple, pois Tim Cook odeia que alguém fique divulgando os seus produtos e serviços nas diferentes plataformas disponíveis. Mas entendo que o conteúdo que vou compartilhar com você será do seu interesse de alguma forma.

E é importante falar sobre isso agora, pois tudo o que vou compartilhar aqui pode ou não se confirmar no futuro, e eu terei a satisfação em dizer que você viu primeiro aqui.

Dito isso, um dos rumores que estão circulando na internet recentemente é o desejo da Apple em reconquistar os usuários que desistiram do iPhone por causa do excesso de continuísmo e conservadorismo que a empresa adotou no iPhone 14.

Se Tim Cook aprendeu a lição, eu não sei. Mas há quem diga que ele vai tentar reconquistar o seu coração.

De que forma?

Simplesmente entregando parte de tudo o que você quer.

 

Deu tudo errado no iPhone 14

A realidade é uma só: o iPhone 14 não deu certo.

Mesmo que a Apple mostre nos números que conseguiu o milagre de vender menos telefones e aumentar os lucros pelo aumento dos valores dos modelos e da lucratividade por unidade vendida, a imagem do iPhone ficou muito desgastada. E isso aconteceu porque a empresa de Cupertino tomou a decisão mais infeliz possível: não apresentou novidades substanciais no iPhone 14.

Para a realidade prática do usuário, o iPhone 14 nada mais é do que um iPhone 13 com outro nome e poucas novidades cosméticas. Os modelos “menos caros” do telefone da Apple não receberam mudanças substanciais ou relevantes o suficiente para justificar a troca do modelo do ano passado pelo modelo lançado em 2022.

O conservadorismo da Apple chega a ser nefasto e vergonhoso. A empresa foi duramente criticada por usuários e especialistas, e o iPhone 14 passou pelo inevitável processo de fritura através da forma mais eficiente e divertida que o coletivo encontrou para protestar sobre qualquer coisa: os memes.

Não podemos dizer que não nos divertimos com tantas piadas sobre o iPhone 14. Porém, Tim Cook e sua turma não deve ter achado tudo isso tão engraçado quanto foi para quem entendeu que o novo telefone da Apple era uma palhaçada disfarçada de lançamento tecnológico.

Quedas nas vendas do principal produto da Apple é de tirar o sono dos seus responsáveis. Por isso, mudanças devem chegar no iPhone 15, que deve chegar ao mercado durante o segundo semestre de 2023.

 

O iPhone mais básico vai receber um grande salto fotográfico

A Apple estacionou nos 12 MP de resolução da câmera principal do iPhone há muito tempo. Na verdade, é mais tempo do que a maioria de nós poderia imaginar ou desejar. Essa resolução estreou no telefone da empresa no iPhone 6s, e assim permaneceu, mesmo com todas as mudanças internas nos sensores fotográficos das outras versões.

A grande mudança na resolução da câmera principal só aconteceu no ano passado, com a chegada do sensor de 48 megapixels. Mesmo assim, isso aconteceu apenas no iPhone 14 Pro e iPhone 14 Pro Max. Os dois modelos de entrada, iPhone 14 e iPhone 14 Plus, foram “esquecidos no churrasco”, recebendo os sensores com teoricamente modestos 12 megapixels.

Eu sei que já afirmei por diversas vezes que o número de megapixels não significa muita coisa na hora de registrar imagens de alta qualidade em um smartphone. Na prática, esse número permite que você registre imagens maiores e com uma quantidade maior de dados para composição da imagem. E não faltam exemplos de smartphones que contam com um sensor com um número de megapixels mais baixo e entrega fotos espetaculares. Como foi o caso do próprio iPhone ao longo dos anos.

Porém, o telefone da Apple estava atrás de basicamente todos os principais concorrentes dentro do segmento de smartphones top de linha, o que é péssimo para o departamento de marketing da empresa. Sem falar que o mundo está avançando para o registro de vídeos em 8K, e com 12 megapixels em um sensor de câmera, isso é algo virtualmente impossível de se alcançar.

Agora, recebemos os primeiros rumores que apontam para um iPhone 15 com um sensor fotográfico de 48 megapixels no seu modelo mais base. A Apple quer dotar o seu telefone menos caro com essa atraente característica para tentar frear as quedas nas vendas dessa versão.

O principal ganho prático na adoção desse sensor de 48 megapixels é a possibilidade do usuário em aplicar o zoom em uma imagem a ser capturada no iPhone 15 sem perda de qualidade. E isso pode fazer a diferença para muitos dos desiludidos com a Apple neste aspecto.

 

O processador deve ser o mesmo do modelo Pro de 2022

De que vale a Apple ter um ótimo plano Apple Arcade para oferecer mais de uma centena de jogos sem publicidade se o iPhone menos caro tem um processador do ano anterior levemente requentado?

Um dos principais pontos de crítica de todos em relação aos modelos mais básicos do iPhone 14 é a decisão da Apple que beirou ao cara de pau ao adotar o processador A15 Bionic do ano passado no iPhone 14 mais básico. Isso produziu um sentimento de repulsa nos potenciais compradores, e foi um dos motivos para que muitos desistissem do telefone logo de cara.

Porém, se você acreditava que Tim Cook tinha aprendido essa lição, é melhor pensar duas vezes. De acordo com os rumores mais recentes, a Apple vai repetir em 2023 o mesmo movimento infeliz executado em 2022, colocando o processador A16 Bionic nos modelos base do iPhone 15 para deixar o novo chip A17 Bionic para os modelos Pro.

Eu não sei o que você pensa disso. Mas eu consigo ouvir de longe o barulho que a decisão vai causar se for confirmada.

Mas nem tudo pode ser considerado tão ruim assim, dependendo da perspectiva a ser observada.

 

Não vão esperar até 2024 para a chegada do USB-C

De acordo com os rumores, é quase certo que a família de telefones iPhone 15 vai mesmo receber a porta USB-C, já que não terá outra alternativa diante da decisão tomada pela União Europeia.

É importante lembrar que a nova legislação do Velho Continente sobre o padrão de portas para os conectores de cabos de recarga de bateria para os smartphones só entra em vigor em 2024. Porém, diante do fato da chegada da porta USB-C no iPhone ser algo muito solicitado pelos usuários há muito tempo, a Apple vai fazer esse “agrado” para não perder clientela para os fabricantes que já entregam essa característica nos dispositivos.

 

Por fim, um iPhone 15 menos caro

As últimas especulações que chegaram sobre o futuro iPhone 15 é que a Apple vai promover uma redução de preços nos modelos de entrada, principalmente pelo fato da versão Plus não ter registrado boas vendas como alternativa menos cara em relação à variante Pro Max.

Há quem diga que o modelo Plus está vendendo menos que o iPhone 13 Mini, que não necessariamente precisava morrer. Faltam alternativas de smartphones potentes com tamanho compacto no mercado, e esse era um dos poucos modelos para os usuários que procuravam por uma alternativa com essas características.

Por outro lado, a informação sobre a redução de preço nos modelos da série iPhone 15 ainda não está confirmada ou é de consenso entre as fontes que observam os movimentos da Apple, mas pode ser uma das estratégias que a empresa deve adotar para os modelos ase.

Fora isso, os modelos Pro e o previsível modelo Ultra que deve substituir a versão Pro Max devem receber um aumento de RAM, passando a contar com 8 GB, câmera periscópica de 12 megapixels com zoom de 6 vezes, bordas de titânio e botões hápticos como possíveis novidades.

 

É o suficiente para te reconquistar?

Vou reforçar o que disse no começo deste conteúdo: tudo o que foi compartilhado até aqui ainda estão com os dois pés na casa dos rumores, e ainda é muito cedo para determinar que todas as mudanças descritas aqui se farão presentes no iPhone 15.

Por outro lado, o histórico do mundo da tecnologia mostra que os rumores se confirmaram na maioria dos casos, e a Apple precisa de mudanças para fazer com que o iPhone 15 recupere parte do volume de vendas perdido pelas decisões infelizes que foram tomadas no iPhone 14.

Se todas essas mudanças são suficientes para reconquistar o seu coração e o coração de muitos usuários da gigante de Cupertino que se decepcionaram com essa postura conservadora de Tim Cook, eu não sei. Mas ao menos são mudanças.

Alguma coisa tinha que mudar. O mundo não precisa de um iPhone 15 como uma terceira atualização do iPhone 12.


Compartilhe