TargetHD.net | Notícias, Dicas e Reviews de Tecnologia 10 motivos para atualizar o seu PC para o Windows 11 (em março de 2022), e 5 motivos para você desistir disso | TargetHD.net Press "Enter" to skip to content
Wetten.com Brasil Apostas
Você está em | Home | Dicas, Truques e Macetes | 10 motivos para atualizar o seu PC para o Windows 11 (em março de 2022), e 5 motivos para você desistir disso

10 motivos para atualizar o seu PC para o Windows 11 (em março de 2022), e 5 motivos para você desistir disso

Compartilhe

Depois de alguns meses com o Windows 11 em nossas vidas, já é possível estimar um ‘prós e contras’ do sistema operacional da Microsoft com maior substância de argumentos.

Se você está aí pensando em atualizar o seu computador para a nova versão do sistema operacional da Microsoft (e tem um computador compatível para a atualização), este post é para você.

Vamos ponderar aqui motivos para realizar ou não o update para o Windows 11 neste momento (março de 2022). Vale a pena ponderar cada um dos itens e tomar a melhor decisão para você e as suas necessidades.

 

 

 

10 motivos para instalar o Windows 11 neste momento

  1. Seu design é muito atraente: o Windows 11 dá uma renovada no design, o que dá um fôlego para aqueles que se cansaram da cara do Windows 10.
  2. O aplicativo de Configurações está cada vez mais completo: o app Configurações ficou mais completo e personalizável, algo que muitos usuários vão gostar.
  3. A multitarefa está mais robusta: o Windows 11 gerencia melhor o multitarefa, simplificando o envio de programas para diferentes dispositivos com a ajuda do Smart Layouts, que aparece posicionando o cursor sobre o botão Maximizar.
  4. O menu Iniciar agrega algumas funcionalidades úteis: o novo menu Iniciar chama a atenção pela possibilidade de prender os apps preferidos na parte superior e a lista de apps recentes.
  5. O desempenho é bom: o desempenho do Windows 11 é considerado bom, já que recebeu algumas atualizações e correções, o que deixou o sistema operacional mais estável.
  6. Suporte para o Auto HDR: o suporte ao Auto HDR é importante para quem curte games no computador. Porém, o seu monitor deve ser compatível com esta funcionalidade para tudo valer a pena.
  7. O melhor desempenho ao executar videogames: o Windows 11 também inclui o suporte ao DirectStorage, o que torna o computador compatível com discos SSD de última geração, além de executar jogos mais rápido e sem maiores problemas.
  8. Um bom suporte para as telas touch: a interface do Windows 11 está melhor adaptada aos toques com os dedos, além de receber novos gestos.
  9. Os aplicativos padrão foram renovados: a maioria dos apps integrados foram renovados, como um novo Bloco de Notas e um Administrador de Tarefas mais moderno.
  10. Integração com os serviços da Microsoft: muitas das soluções de software foram implementadas para o Windows 11, como é o caso do Teams, que ainda vem anexado à barra de Endereços como padrão, o Edge agora conta com novos, menus, os widgets acessam conteúdos da MSN e Microsoft Todo, e uma total interação com o explorador de arquivos e o OneDrive.

 

 

 

 

Cinco motivos para não atualizar o Windows 10 agora

Nem tudo no mundo são flores, e toda unanimidade é burra. Por isso, deixo os pontos que podem motivar o usuário a NÃO instalar o seu computador para instalar o Windows 11 neste momento.

  1. A barra de tarefas perde funcionalidades: a barra de Tarefas ficou um pouco menos inteligentes, já que não permite arrastar nenhum elemento ou aplicativo para o menu contextual. Também não dá para posicionar a barra nas laterais da tela ou na área superior.
  2. Menus contextuais são um desastre: os menus contextuais no Windows 11 bem que tenta reduzir os menus do Windows 10, através das opções do sistema. E muita gente vai preferir manter o menu antigo para não perder a funcionalidade presente no Windows 10.
  3. Mudar o aplicativo padrão se tornou algo complicado: se tornou mais difícil alterar os apps padrão no Windows 11, o que pode ser um truque para convencer aos usuários a parar de tentar em mudar para o Edge.
  4. Os apps Android deixam muito a desejar: é uma das grandes novidades do Windows 11, mas rodar o Android neste sistema operacional não entrega o melhor desempenho, além da pobreza de aplicativos disponíveis na Amazon Appstore.
  5. A nova Microsoft Store também está no Windows 10: por fim, para testar a nova loja do Windows 11, basta usar o Windows 10. Nem é preciso atualizar o sistema operacional neste caso.

Compartilhe