Xiaomi já está trabalhando com o 6G

Compartilhe

A evolução tecnológica caminha a passos acelerados, e qualquer um que testemunhou esse universo de 2000 para cá (pelo menos) sabe muito bem disso. Dispositivos cada vez menores e mais potentes chegaram ao mercado, e o mundo da telefonia foi um dos setores que mais evoluiu nessa janela de tempo.

A telefonia móvel também avançou de forma considerável, e hoje temos uma conectividade que permite a qualquer pessoa entrar em contato com outra, de qualquer lugar do planeta, por diferentes vias. Em 20 anos, saímos do 2G para o 5G. E essa evolução vai continuar.

Agora, a Xiaomi deixa claro que não está satisfeita com o que temos nesse momento no setor de telecomunicações, pois já está trabalhando na próxima fase.

A Xiaomi já está trabalhando no 6G.

 

 

 

Um grande salto

 

 

Sim, amigo leitor. Sabemos que algumas pessoas estão com medo do 5G por motivos que são incompreensíveis ou até mesmo inexplicáveis. Da mesma forma que sabemos que essa conectividade de rede ainda não chegou ao Brasil (e não temos previsão sobre quando ela vai chegar). Sem falar que o 5G é apenas mais um padrão de telecomunicações, ou no máximo mais um degrau de evolução dessa mesma tecnologia.

Para ficar um pouco mais claro sobre o salto dessas gerações, podemos catalogar as últimas três da seguinte forma:

 

– O 3G oferecia velocidades de transmissão de dados de até 10 Mbps. Já dava para navegar na internet, mas não era essa maravilha toda.
– O 4G é a evolução direta do 3G, e oferece velocidades de até 300 Mbps. É o que temos hoje, e isso permite o uso da internet de forma razoável e minimamente aceitável.
– O 5G, que já está implementado em alguns países, oferece velocidades de transferência de até 7 Gbps. É o sonho de todos nós, basicamente.

 

Por isso, quando falamos que a Xiaomi está nesse momento trabalhando para implementar a tecnologia 6G em seus produtos, todos acabam prestando a maior atenção possível nos seus movimentos.

 

 

A atitude da Xiaomi pode parecer um pouco precoce. Afinal de contas, vários países (incluindo o Brasil) não contam com o 5G disponível, e esse padrão ainda não é o dominante em todo o planeta. E diante dos problemas que o mundo todo está encarando nos últimos meses, ainda tem algumas lendas urbanas com recheio de fake news que acusam o 5G de causar danos à saúde. Algo que não tem fundamento nenhum, muito menos razão de ser ou existir.

Por isso, trabalhar no 6G quando o 5G sequer começou a se tornar o padrão na maioria dos países é algo no mínimo interessante, e que até tem uma boa dose de sentido. Sempre pedimos por empresas inovadoras e de vanguarda, onde antes mesmo de lançar um produto, já está trabalhando no seu sucessor, para poder ficar na frente de sua concorrência.

E é exatamente isso o que estamos encontrando na Xiaomi com essa atitude. Precisamos ficar muito atentos a isso. Com o 6G, é a mesma coisa: por que esperar que algo se padronize quando eu posso seguir inovando e ser um pioneiro no mundo da tecnologia?

É um motivo de sobra para aplaudir a Xiaomi de pé. E com certeza muitos fãs da marca ficarão entusiasmados com isso.

 

 

Via Android Authority, Android Central


Compartilhe