O Windows 10 May 2019 Update foi liberado pela Microsoft, e os primeiros problemas dessa atualização já chegaram. Não são os mesmos problemas que apareceram nas atualizações de Abril e Outubro de 2018, mas dessa vez a própria Microsoft preparou uma lista com os problemas que os usuários estão enfrentando. Logo, reforçamos que você não deve atualizar o Windows 10 se você possui componentes afetados.

O Windows analisa se existem problemas graves no sistema antes da atualização, e se você tiver problemas ainda é possível voltar para uma versão estável. Mesmo assim, é recomendável esperar e saber antecipadamente se os problemas foram resolvidos.

 

 

Os problemas mais sérios que o Windows 10 May 2019 Update pode apresentar

 

 

Na lista, são detectados problemas que já estão em investigação de solução e outros que estão mitigados. Entre os mais importantes e que podem impactar a experiência do dia a dia estão os seguintes:

– O brilho da tela pode não responder aos ajustes do usuário: um problema de compatibilidade de drivers da Intel (problema em investigação).

– O áudio não funciona com fones e equipamentos Dolby Atmos: perdas de som com equipamentos de áudio com Dolby (problema em investigação).

– Pastas como Desktop, Documentos ou Imagens podem sair duplicadas se foram redirecionadas: a duplicidade (com as novas pastas vazias) aparece onde o Windows acaba compilando todas as pastas com a mesma função. Isso acontece por um problema de redirecionamento envolvendo o OneDrive. Está sob investigação, e se for esse o seu caso, o seu equipamento não será atualizado até que a Microsoft resolva esse problema.

Além desses problemas que estão sob investigação, a Microsoft relata outros que já foram resolvidos (mas que ainda podem afetar o sistema até que se lancem atualizações pequenas que solucionem caso a caso), como o bloqueio de atualização caso o computador conte com um dispositivo USB ou cartão de memória instalado.

Outro problema é a incapacidade de encontrar novos dispositivos Bluetooth se o seu equipamento utilizar drivers Qualcomm ou Realtek. Algo parecido acontece com drivers WiFi de qualquer fabricante: se você não atualizar para a última versão, você pode experimentar uma perda de conectividade WiFi de forma intermitente.

Entre outros problemas que foram mitigados e que foram solucionados com os últimos drivers oferecidos pelos fabricantes está um problema de compatibilidade com AMD RAID, onde os drivers foram desabilitados para evitar problemas. Por esse e outros casos, a Microsoft recomenda a não atualização até que o sistema seja oferecido de forma automática.

 

Via Microsoft