Compartilhe

Viver de ilusão é algo péssimo, e podemos dizer que tanto os usuários do WhatsApp quanto os usuários do Telegram vivem na ilusão que estão com os seus dados seguros e privacidade 100% garantida. Ledo engano. Errou feio. Errou rude.

A verdade é uma só, e é melhor você aceitar: NENHUMA PLATAFORMA É 100% SEGURA! E NUNCA SERÁ! Todas estão sujeitas a falhas de programação, ou aos espertinhos que vão explorar essas falhas. Logo, encontrar no Telegram uma alternativa segura ao WhatsApp é “se vender” uma mentira, e isso é muito triste.

 

 

Vulnerabilidades preocupantes

 

Tanto o WhatsApp como o Telegram revelaram que detectaram vulnerabilidades em suas plataformas, que podem comprometer a segurança dos dados dos usuários e a privacidade das comunicações. É claro que a maioria dos usuários vai se preocupar com isso, pois estamos falando de dados pessoais. Mas, parando para pensar friamente, qualquer plataforma pode passar pelo mesmo. Ou seja, é melhor assumir de uma vez por todas que, uma vez na internet, você não mais está com os seus dados protegidos.

 

 

Spoiler da vida: o Telegram nunca será seguro

 

Apesar de contar com vários pontos em vantagem em relação ao WhatsApp, nenhuma dessas vantagens dão garantia de privacidade total para o Telegram. O fato do aplicativo até agora não ter revelado problemas sérios de segurança não significa que ele não vai ter um dia. Pode ser que as falhas de segurança e vulnerabilidades existentes na plataforma já estejam sendo aproveitadas para todos os tipos de finalidades, sem que a maioria dos usuários saiba disso.

De novo: estamos falando de um software desenvolvido por pessoas, cujas falhas são exploradas por outras pessoas. Logo, segurança 100% o tempo todo é algo impossível nesse caso.

Por isso, é melhor assumir o risco e se prevenir sobre possíveis vazamentos por falhas de vulnerabilidade de qualquer software. E não basta fazer backup de tudo. É preciso ter cuidado com aquilo que você vai compartilhar nas redes sociais.

Sempre é melhor prevenir do que remediar.


Compartilhe