Do que vale você montar um computador bestial em termos de potência, mas se ele não aparenta essa força bruta. Para muita gente, a estética ainda é algo determinante, inclusive para dar sinal de identidade.

Hoje, temos iluminação RGB em vários componentes do PC, e não apenas em ventiladores, mas na placa mãe ou memórias RAM. Porém, a moda agora é colocar iluminação RGB em memórias falsas.

 

 

A falsa RAM para melhorar a estética

 

 

É bem isso o que faz os novos módulos de memória Vengeance RGB Pro da Corsair. Na verdade, ele possui chips de memória em seu interior, que aparentam ser módulos RAM tradicionais, mas na prática só preenchem os slots vazios na placa mãe.

Não é tão bonito assim ver slots vazios, dando a impressão que aquele PC é pobre demais para o seu desempenho (ou que o seu dono é pobre demais para comprar mais memórias). Em alguns casos, não tem jeito: se você tem dois módulos com 16 GB e quer ter um de 32 GB, um slot ficará vazio.

A ideia da Corsair é preencher os espaços vazios com memórias falsas, que na estética são idênticas às reais, incluindo a iluminação RGB e o conector inferior. A grande diferença é que ali não tem nenhum chip de memória. Logo, não fazem nada: só recebem a eletricidade da placa mãe para ativarem a iluminação. E o computador nem reconhece esses módulos como memória.

 

 

Para muita gente, um investimento nesse tipo de componente é um custo absurdo. Até porque esses módulos falsos não são itens que podemos chamar exatamente de baratos: US$ 40. Por outro lado, dois módulos de memórias reais, por mais baratas que sejam, custam bem mais que isso. Ou seja, de qualquer forma, é uma economia que a pessoa está fazendo. Mesmo que os objetivos sejam meramente estéticos.

Não temos informações se esse tipo de produto já é comercializado no Brasil, mas se já não pintou por aqui não deve demorar para chegar.