Ao que tudo indica, só a Apple vai ficar com o notch no seu futuro iPhone 11 (nome provisório) em 2019. A tão criticada monocelha na tela vai desaparecer, e os fabricantes apostam em várias alternativas para eliminar esse detalhe do design dos seus futuros smartphones, entregando uma frontal mais limpa e elegante.

Nesse post, destacamos três alternativas/soluções que os fabricantes vão adotar para eliminar o notch da tela do dispositivo. Lembrando que existem mais alternativas, mas essas três são as mais viáveis.

 

 

O notch original teve várias versões

 

 

A maioria dos fabricantes de smartphones Android decidiram apostar rapidamente na tendência no notch, que desembarcou nos produtos sem qualquer propósito funcional, na maioria dos casos. Tudo era por causa da estética. Já a Samsung nem quis saber do notch, e foi direto para o furo na tela.

Já outros fabricantes decidiram se arriscar, com propostas inovadoras e diferenciadas Mas fato é que todas as variantes se posicionaram bem na tentativa de encontrar uma tela (quase) sem bordas. Nos últimos meses, as alternativas foram se diversificando, e hoje podemos dizer que o notch só não morre em 2019 por causa da Apple mesmo.

 

 

1. Sistema retrátil

 

 

Vou escrever isso mais uma vez: eu acredito que o furo na tela será a tendência dominante para a eliminação do notch, e que o conceito de sistema retrátil (para as câmeras) nasceu morto. Mas até que o tempo mostre que eu estava certo ou errado, não podemos descartar esse conceito, que surpreende ao entregar uma proporção tela/corpo acima de 90% na maioria dos casos. O único inconveniente é que ainda estamos diante de um sistema mecânico, sujeito a desgastes com o passar do tempo.

 

 

2. Tela deslizável

 

 

Parece ter mais popularidade que o sistema retrátil, e pode ter uma vida um pouco mais longa. A tela deslizável já está disponível em alguns dispositivos da Oppo e Xiaomi, e deve desembarcar no futuro OnePlus 7, de modo que pode ser o grande concorrente do furo na tela como solução preferida para a eliminação do notch.

 

 

3. O buraco na tela

 

 

É o que vai marcar a segunda geração do notch, na minha opinião. Um buraco na tela para encaixar a câmera é muito melhor que a monocelha, pois deixa a parte frontal do smartphone bem mais limpa e elegante. Os fabricantes já ofereceram os primeiros produtos com esse conceito, e será a grande aposta da Samsung para os seus smartphones em 2019, e não apenas no modelo top de linha. Em todas as divisões, penso eu.