Arquivo para a tag: smartphone

Google estaria trabalhando em seu próprio smartphone, fora da linha Nexus

by

Google Nexus

A Google estaria desenvolvendo uma nova linha de smartphones fora da série Nexus, que seria comercializado no final de 2016. O modelo teria um controle mais restrito sobre o design, a fabricação e o software.

São citadas fontes internas que levantam o rumor, e isso marcaria uma mudança importante em relação à estratégia da Google na série Nexus, que contou com parcerias históricas com LG, Huawei, Samsung e HTC. No final de abril, a empresa criou uma divisão de hardware própria, indicando como responsável o ex-presidente da Motorola, Rick Osterloch. Essa divisão teria como objetivo conduzir vários projetos de dispositivos, e um deles seria um smartphone criado sob o controle completo da Google, como faz hoje a Apple com o iPhone.

 

Podemos ter até um Android completamente fechado

O Android é dominante no mercado mobile, com 4 de cada cinco smartphones comercializados. Porém, a Google não está satisfeita com isso: a plataforma sofre de uma fragmentação endêmica desde o seu lançamento, e as críticas contra os fabricantes se acumulam, também pela substituição de aplicativos e serviços em favor de soluções da Microsoft.

Isso poderia gerar consequências graves. Especula-se que o Android poderia ter um código fechado ou proprietário, e um projeto interno e altamente confidencial estaria em desenvolvimento pela Google para assumir o controle absoluto da plataforma, com uma versão do Android que reescreveria o entorno de execução de aplicativos Android Runtime (ART), eliminando por completo qualquer dependência persistente da versão de código aberto Android Open Source Project.

Ainda que alguns pensem que este seria “o começo do fim do Android”, a criação de uma nova linha de smartphones fora da série Nexus aponta para essa estratégia. Já sabemos que a Samsung está apostando muito no Tizen como alternativa, e recentemente a Huawei já levantou a bola que usaria o Android enquanto ele permanecer com o seu código aberto.

Por enquanto, tudo são especulações. Não há informações oficiais por parte da Google, mas fica claro que algo está acontecendo dentro da plataforma líder no mercado mobile a médio prazo.

Via Telegraph

É possível burlar o sensor de digitais de um smartphone com uma impressora

by

hack-sensor-impressora

A Universidade de Michgan descobriu uma forma de superar o leitor de digitais do smartphone com uma impressora baseada em injeção de tinta.

Aqui, mais uma vez vemos como uma solução pensada na segurança de um dispositivo pode ser superado com relativa facilidade. Já vimos isso antes no iPhone protegido com o sistema Touch ID, com o uso da plastilina e um pouco de paciência.

O sistema é bem simples: basta imprimir a digital e aplicá-la sobre o leitor de digital do smartphone, ainda que há um pequeno detalhe que adiciona um toque de distinção ao processo, que é a utilização da tinta condutiva na impressão.

O resultado pode ser visto no vídeo a seguir. O leitor de digitais reconhece a impressão como real, e desbloqueia o smartphone,  sem maiores complicações.

 

Via SoftpediaGizmodoYouTube (Michigan State University)

 

Intel mostra smartphone Android convertido em PC com Ubuntu

by

PCUbuntu

A Intel mostrou na MWC 2016 de Barcelona um smartphone Android que se transforma em um PC com Ubuntu quando conectado a uma tela externa.

A Intel denomina a função como “Big Screen Experience”, e é outra mostra de convergência de plataformas móveis para outros formatos. Para isso, eles utilizaram sua plataforma “Sofia” sobre um smartphone com sistema operacional Android, processador Atom x3, 2 GB de RAM e 16 GB de armazenamento. O modelo está modificado para dar suporte a uma tela externa, e com a ajuda de um teclado e mouse, transformá-lo em uma experiência de desktop Linux.

O núcleo Linux utilizado pelo Android favorece a convergência, já que o sistema de arquivos dos dois sistemas é idêntico, mantendo assim o smartphone plenamente funcional. O ambiente multi-tarefas, a interação com aspectos de produtividade e funcionalidades básicas rodam sem problemas em uma plataforma com hardware básico.

A Intel está lançando a ideia para os fabricantes parceiros, que pode se concretizar como algo prático para o futuro. O chip que gerencia tudo isso está pronto para produção imediata. É parte da estratégia da empresa em ampliar a sua presença no mercado mobile.

Via The Register

O seu smartphone está “cozinhando” os seus espermatozoides

by

smartphone-no-bolso

Você, meu amigo leitor do sexo masculino… cuidado ao ter o seu smartphone consigo dia e noite, pois segundo um estudo realizado por especialistas em fertilidade, o seu smartphone está “cozinhando” os seus espermatozoides.

A causa desse fenômeno é o próprio calo do dispositivo, além da atividade eletromagnética gerada, que pode degradar a qualidade do esperma de forma sensível em quase a metade dos casos. O efeito visível é uma redução considerável na quantidade de espermatozoides.

Deixar o smartphone de lado é quase uma missão impossível no mundo atual, e os especialistas afirmam que apenas uma hora com o dispositivo no bolso já é o suficiente para que o mesmo atue de forma negativa. Não só isso: utilizar o smartphone enquanto ele é carregado, dormir com ele ou deixar o mesmo carregando ou sem carregar sobre a cabeceira da cama também podem afetar o usuário.

O estudo menciona que há homens que dormem com o smartphone no bolso do pijama, e isso deve ser evitado a todo custo. Sobre os conselhos, levar o telefone nos bolsos da camisa no lugar da calça, ao menos para diminuir os efeitos nocivos, e deixá-lo carregando à noite em um cômodo que não seja o quarto onde você vai dormir são atitudes que devem ser tomadas pelos mais precavidos.

Fato é que: sem culpar os smartphones por um dos maiores problemas de fertilidade do mundo desenvolvido, evitar o contato constante e direto com qualquer tipo de eletrônico não é uma loucura. É um bom senso a ser considerado.

Via Telegraph

É assim que o seu smartphone pode melhorar a ajudar na fluidez das linhas de ônibus

by

smartphone-onibus

Os smartphones são poderosas ferramentas para receber dados e informações valiosas, indo muito além das fotos e mensagens nas redes sociais. É uma parte cada vez mais importante do Big Data, que aos poucos se aplica em diferentes aspectos de nossas atividades diárias, e que em breve pode chega também nas linhas de ônibus.

Pesquisadores da Universidade de Washington trabalham em um sistema inteligente de recompilação de dados, que utiliza os smartphones dos passageiros como fonte de informação. Em cada ônibus seria instalado um pequeno sensor que detecta cada smartphone que entra no veículo, identificando os sinais WiFi e Bluetooth do mesmo que se associa a um endereço MAC único e de forma anônima.

Ao entrar no ônibus, o sensor registra automaticamente o smartphone e captura informações relevantes, como a data e hora, quantas pessoas estavam no ônibus, o local exato da parada, o tempo que o veículo atrasou, entre outros. Depois disso, os dados analisam o desempenho de cada linha, verificando se é preciso melhorar os tempos de trajeto ou ampliar o número de ônibus naquela linha.

smartphone-onibus-02

Os primeiros testes foram satisfatórios e o baixo custo do sensor (US$ 60) pode fazer com que ele se popularize. Mas ainda existem vários problemas: a questão do anonimato é um deles, já que muitas pessoas não querem que o seu smartphone fique registrado na hora de entrar no veículo.

Se alguns usuários desligarem a detecção automática das redes sem fio, o sistema não funciona corretamente. Também é preciso melhorar os falsos positivos das pessoas que estão nas paradas de ônibus, mas não entram no ônibus. Isso pode alterar de forma errônea os dados compilados pelo sistema.

Via Slashgear

O PC segue como protagonista na indústria dos videogames

by

wasd-games

Um relatório da SuperData revela que os PCs ainda são os dispositivos com maior relevância no mudo dos videogames. Diferente do que muitos imaginavam (acreditando que as pessoas agora jogam mais nos smartphones), o consumo do PC supera de longe tanto os consoles tradicionais como os onipresentes dispositivos móveis.

O estudo mostra como os PCs para videogames “estão supervalorizados”. Diferente do que possa parecer, o protagonismo nas plataformas móveis não é tão evidente, uma vez que os lucros da indústria dos videogames com os PCs são muito maiores, e em 2015 alcançaram os US$ 32 bilhões, contra US$ 25 bilhões arrecadados pelos games móveis.

estudo-games-nos-pcs

Na verdade, as estimativas dos PCs estão até pessimistas, porque não levam em conta as vendas de videogames nas lojas. Pode ser que as vendas sejam marginais, mas nos smartphones são praticamente inexistentes. As coisas são ainda mais chamativas se comparamos essas duas plataformas com os consoles.

Os lucros totais dos 10 jogos mais vendidos nos consoles alcançaram a marca de US$ 2.1 bilhões em 2015, ficando bem longe dos US$ 6.3 bilhões dos 10 jogos mais vendidos no PC, contra US$ 6.18 bilhões dos 10 jogos mais vendidos nas plataformas móveis.

É claro que, em um determinado momento, os dispositivos móveis vão assumir o protagonismo do mercado dos games. Mas até lá, a situação dos PCs segue sendo excelente nesse segmento.

Via ArsTechnicaSuperData

Seu Smartphone Está Protegido?

by

smartphones-teaser

Este artigo foi criado pela equipe Bitdefender Antivírus para uso exclusivo do Targhet HD

Segundo pesquisa da Fundação Getúlio Vargas (FGV), divulgada em abril de 2015, o número de smartphones já superou o de computadores no Brasil – são 154 milhões de celulares, contra 152 milhões de computadores.

Apesar disso, quando o assunto é segurança, os smartphones ainda estão atrás – uma pesquisa revelou que cerca de 90% dos usuários Windows contam com alguma proteção antivírus enquanto que, para os aparelhos Android, esse número não ultrapassa 60%. Levando em conta o amplo uso dos aparelhos móveis, é importante que o usuário se atente para a proteção de seus dados.

mulher-usando-smartphone-01

Sinais de Alerta para Infecções

Os indícios mais comuns da presença de vírus são os seguintes:

Créditos que “somem” do aparelho e débitos indevidos: um dos golpes mais comuns no Brasil é o cadastro de números em serviços de SMS que, por sua vez, passam a descontar o valor referente ao serviço periodicamente da vítima do golpe;

Desgaste anormal da bateria: assim como outros aplicativos, um malware precisa usar a bateria para funcionar e isso, em alguns casos, afeta a performance da bateria;

Presença de adwares: propagandas em excesso e páginas acessadas sem solicitação podem indicar a presença desse tipo de vírus no celular.

 

O que Fazer Caso seu Aparelho Esteja Infectado?

A solução mais prática para a eliminação de vírus é baixar o aplicativo de um antivírus para Android, como o da Bitdefender, por exemplo, que é gratuito e não prejudica o desempenho do aparelho. O próprio programa de proteção se encarregará de detectar e eliminar ameaças, deixando o aparelho limpo novamente. Em casos mais graves, a solução pode estar em resetar o celular – com isso o usuário perderá todos os dados armazenados no aparelho.

 

homem-usando-smartphone

Não Corra Riscos

O smartphone é muito mais do que um simples aparelho telefônico, por isso para proteger a integridade de seus dados, é importante ter alguns cuidados básicos:

  • Não realizar operações que exijam senhas (ex.: internet banking, compras, logins, etc.) em redes de Wi-Fi públicas;
  • Evite baixar aplicativos piratas ou fora das lojas oficiais;
  • Confira as permissões solicitadas por cada novo aplicativo;
  • Leia a URL (endereço) de um link antes de clicar nele; confira se ele é coerente com sua descrição.
  • Mantenha o sistema operacional e aplicativos sempre atualizados;
  • Invista na proteção de um antivírus.

Com cuidado e bom uso da internet é possível manter seu smartphone longe dos vírus e assim uma navegação saudável!

Imagem: Shutter Stock

banner-publi-targethd.jpg

Samsung Galaxy J1 2016 aparece na web: o smartphone mais barato dos coreanos

by

GalaxyJ1_2016

Esta é a primeira imagem real do Samsung Galaxy J1 2016 que vaza na internet.

Temos aqui um modelo básico, que inicia a renovação do catálogo de smartphones da Samsung. Se o Galaxy S7 será o modelo top de linha, o Galaxy J1 2016 será o modelo mais barato da empresa, destinado aos modelos de entrada Android. Ele (e algum outro) será apresentado na MWC 2016 de Barcelona (Espanha), que acontece no final de fevereiro.

Por enquanto, sabemos que o Galaxy J1 2016 terá uma tela de 4.5 polegadas (800 x 480 pixels), SoC Exynos 3457 quad-core trabalhando com 1 GB de RAM, 8 GB de armazenamento (expansíveis via microSD de 32 GB) e câmeras de 5 MP e 2 MP. O sistema operacional é o Android 5.1.1 com a capa de presonalização da Samsung.

U modelo muito básico nas suas características técnicas, mas que chegaria com um preço de venda que estaria abaixo dos US$ 100.

Celulares “burros” são melhores para chamadas e SMS

by

nokia3310

Um estudo realizado pela Ofcom (órgão regulador de telefonia móvel do Reino Unido) conclui o óbvio: os celulares ditos “burros”, ou celulares comuns, são os melhores na hora de realizar chamadas e enviar mensagens de texto.

Ou seja, um Nokia 3310 (foto acima) é melhor para as duas tarefas do que os modernos iPhone 6s ou Galaxy S6. Os motivos para isso são muito simples de serem entendidos: os smartphones não alcançam o mesmo nível de captação de sinal que os celulares convencionais, e em alguns casos precisam de uma intensidade de sinal até 10 vezes maior para realizar chamadas e enviar/receber SMSs.

A média é de uma intensidade de sinal sete vezes maior em relação aos celulares comuns para realizar uma simples chamada ou enviar uma mensagem de texto. Além disso, o uso de materiais como metal e cristal afetam negativamente a qualidade da chamada.

Por fim, o estudo conclui que até mesmo a posição da mão e o agarre do smartphone pode afetar o sinal, principalmente se tampamos a antena com os dedos. Algo muito comum de acontecer durante uma chamada.

Via Ofcom

Brasileiros com internet no smartphone chegam a 76 milhões

by

smartphones

O número de pessoas que usam o smartphone com acesso à internet no Brasil chegou a 76,1 milhões no terceiro trimestre de 2015. O ritmo de crescimento da posse de smartphones em 2015 foi de mais de 1 milhão de pessoas por mês, segundo a Nielsen IBOPE.

De acordo com a pesquisa, 51% dos usuários de smartphones têm o aparelho há mais de um ano. E, dos 76,1 milhões que atualmente já usam a internet no smartphone, 5% querem trocar o aparelho dentro de um mês e 12% querem um novo entre um e três meses. Segundo os dados da Nielsen, 63% do público tende a usar mais o aparelho durante a noite, das 20h às 22h. O horário do almoço (53%), 12 às 14, e do pós-trabalho (55%), também são bem requisitados.

A presença de computador com internet na casa dos brasileiros cresceu 10 vezes nos últimos 15 anos. Em setembro de 2000, 9,8 milhões de pessoas moravam em residências com computador conectado. Em 2015, esse número chegou a 95,6 milhões. Os maiores saltos ocorreram em 2004, quando os brasileiros começaram a usar mais os sites sociais e, em 2007, quando o acesso se popularizou com o aumento da renda.

HomTom HT6, um smartphone com bateria de 6.250 mAh

by

HomTom HT6-01

 

A desconhecida fabricante Doogee apresenta o HomTom HT6, um smartphone de linha média que se destaca por contar em seu interior com uma generosa bateria de 6.250 mAh, duplicando ou até triplicando a autonomia de uso em relação aos fabricantes mais conhecidos.

Fora isso, temos um dispositivo com tela de 5.5 polegadas (1280 x 720 pixels), 2 GB de RAM e 16 GB de armazenamento interno. O modelo estará disponível no mercado norte-americano por US$ 149 a partir do mês de novembro, e promete até sete dias de autonomia máxima (que podem variar de acordo com o perfil de uso). Além disso, a HomTom incorporou no dispositivo a tecnologia de recarga rápida da MediaTek, que promete completar 75% de carga em apenas 30 minutos.

HomTom HT6-02

Outro detalhe positivo é que o HomTom HT6 tem apenas 9.9 mm de espessura, ou seja, é tão fino como muitos outros, mas com uma bateria com uma capacidade muito superior.

A pergunta que fica é: como esse modelo vai funcionar no mercado real. A Doogee é mais uma fabricante chinesa que promete longa autonomia de bateria para o uso diário. Mas será que o resultado final do produto é o prometido?

Só os testes práticos podem dizer.

HomTom HT6-03

Via CP Entertainment, Doogee

Sharp RoboHon, um smartphone que se transformou em um robô

by

Sharp RoboHon-03

A Sharp decidiu transformar um dos seus smartphones em um pequeno robô, o RoboHon. O produto pode receber várias funcionalidades básicas relacionadas às comunicações, além de ser uma ferramenta para a interação humana em diferentes níveis.

O projeto é semelhante ao Pepper, mas com alguns elementos que dão sentido ao formato de robô adotado pela Sharp. O RoboHon pode caminhar, sentar e mover os braços, além de utilizar de expressões para interagir com o usuário. Seu criador é o designer Tomotaka Takahasi, mais conhecido pelos projetos do Ropid ou Kirobo, e o dispositivo é relativamente pequeno (19.5 cm), com um peso de 390 gramas.

Sharp RoboHon12

O RoboHon conta com câmeras e microfones que reconhecem o tempo todo as pessoas que interagem com ele, além de conectividades LTE e WiFi. O conjunto é gerenciado por um processador Qualcomm Snapdragon 400 e uma tela de 2 polegadas, com resolução QVGA.

Além de realizar e receber chamadas, gerenciar e-mails, caminhar, compreender as pessoas, lembrar coisas que pedimos e realizar fotos, o RoboHon da Sharp é capaz de projetar imagens e vídeos. O produto chega ao mercado na primeira metade de 2016, e não tem preço definido.

Mais imagens a seguir.

Sharp RoboHon-01 Sharp RoboHon-02 Sharp RoboHon-04 Sharp RoboHon-05 Sharp RoboHon-06 Sharp RoboHon07 Sharp RoboHon08 Sharp RoboHon09 Sharp RoboHon10 Sharp RoboHon11

Via Sharp