TargetHD.net | Notícias, Dicas e Reviews de Tecnologia Superman de Henry Cavill “morreu”: e agora? | TargetHD.net Press "Enter" to skip to content
Wetten.com Brasil Apostas
Você está em | Home | Cinema e TV | Superman de Henry Cavill “morreu”: e agora?

Superman de Henry Cavill “morreu”: e agora?

Compartilhe

Se você se empolgou com a volta de Henry Cavill como Superman, sinta a partir de agora a amargo gosto da decepção em seus lábios.

O próprio ator, que recentemente anunciou o seu retorno ao personagem da DC poucos dias depois da estreia de Adão Negro nos cinemas, foi até a sua conta do Instagram para confirmar que esse retorno não vai acontecer.

A notícia foi posteriormente confirmada por James Gunn, um dos novos responsáveis pelo universo da DC na Warner Bros. Discovery, que reforça que quer voltar a trabalhar com ele no futuro.

Mas… o que vai acontecer com o novo universo DC a partir de agora?

 

Mais uma morte para a conta do Superman

Antes de começar a analisar de forma mais aprofundada essa decisão e os impactos que ela terá na DC, vamos dar voz ao principal protagonista da notícia: Superm… ops, desculpe… Henry Cavill:

“Acabei de me encontrar com James Gunn e Peter Safran e tenho uma notícia triste. Por fim, não vou voltar como Superman.

Depois que o estúdio me disse para anunciar meu retorno em outubro, antes de serem contratados, essa não é a notícia mais fácil, mas é a vida. A troca da guarda é algo que acontece. Eu respeito isso. James e Peter têm um universo para construir. Desejo a eles e a todos os envolvidos boa sorte e a mais feliz das jornadas.

Para todos que estiveram ao meu lado ao longo dos anos… podemos chorar um pouco, mas devemos lembrar… Superman ainda está conosco. Tudo o que ela representa ainda existe, e os exemplos que ela dá ainda estão lá! Minha hora de usar a capa já passou, mas o que o Super-Homem representa nunca passará. Tem sido um passeio divertido com você, para cima e para baixo.”

Nem é preciso dizer que o grande perdedor logo de cara é o próprio Henry Cavill que, mesmo sem ter qualquer tipo de informação ou evidência que confirme isso, deixou o seu papel de protagonista em The Witcher aparentemente por causa da possibilidade real de voltar a interpretar Superman nos cinemas.

Por outro lado, parece que está cada vez mais claro que a sua participação em Adão Negro foi muito mais um capricho de Dwayne Johnson do que qualquer outra coisa. É sempre importante lembrar que foi The Rock quem insistiu com a Warner Bros. Discovery que o Superman precisava estar no seu filme de alguma forma.

Também é importante lembrar que a Warner Bros. Discovery não demonstrava qualquer interesse em ter Henry Cavill como Superman novamente, de acordo com informações fornecidas pelos insiders do estúdio. As relações entre as duas partes ficaram praticamente inexistentes depois do episódio do CGI para apagar o bigode que o ator estava utilizando para as filmagens de Missão: Impossível – Efeito Fallout para regravar algumas cenas de Liga da Justiça.

Henry estava sob contrato com a Paramount, e se recusou a retirar o bigode exigido pela empresa que estava pagando o seu salário.

A última peça dessa equação é James Gunn, que reforçou o desejo de trabalhar com Cavill no futuro, mas afirma que estão preparando uma versão mais jovem do Superman (garantindo que não vai contar a origem desse personagem de novo, pois isso é algo que até uma pedra ou uma porta recém instalada em um apartamento já conhece), o que inviabiliza a volta de Henry ao personagem.

 

As consequências da decisão tomada

Está evidente para todo mundo que o futuro do universo DC na Warner Bros. Discovery é completamente incerto. E é fato que todos os envolvidos (incluindo James Gunn) vão tomar decisões duras e difíceis na missão de recolocar a casa em ordem, mesmo que isso resulte em decisões difíceis.

Os fãs da DC, que deveriam ser ouvidos por David Zaslav, estão cada vez mais desconfiados sobre os movimentos tomados por Gunn e Safran, pois muitos simplesmente aprenderam a gostar de Henry Cavill no papel de Superman (eu sou uma dessas pessoas). E não sei se desagradar os fãs é uma boa ideia (historicamente não é).

No meio de tantas indefinições, uma coisa está bem clara: o Snyderverso vai desaparecer de uma vez por todas, com algumas poucas exceções.

Henry Cavill não está nos planos da Warner Bros. Discovery neste momento (e, acredito eu, depois de tudo o que aconteceu, nem para o futuro). Mulher-Maravilha 3 com direção de Patty Jenkins e protagonismo de Gal Gadot foi cancelado, e ambas muito provavelmente não permanecerão no universo DC.

Há quem diga que Ben Affleck, por incrível que pareça, deve permanecer como Batman no novo DCU, já que o Batman de Robert Pattinson não faz parte desse universo principal, algo que já foi confirmado por James Gunn.

Ezra Miller sobrevive ao bombardeio do momento, mas não deve permanecer no futuro da DC por causa dos próprios problemas que criou em sua vida privada, e um novo The Flash deve ser escalado. Dwayne Johnson deve ser até processado pela Warner Bros. Discovery depois de especular os valores que seriam arrecadados em Adão Negro, e sua aventura na DC deve ter durado apenas um filme.

Como grande ponto de interrogação sobre os respectivos futuros dentro da DC estão Zachary Levi, que estreia o segundo filme de Shazam no primeiro trimestre de 2023 (estreia que foi adiada por causa da estreia do novo Avatar) e Jason Momoa, que vai estrear Aquaman e o Reino Perdido no meio de 2023, marcando um ponto final no Snyderverso.

Ainda é cedo para dizer que recomeçar do zero o universo DC é a melhor decisão para a dupla Gunn e Safran. Entendo que é justo que um novo universo seja criado, pois em vários aspectos o Snyderverso não funcionou, mesmo com muitos faz defendendo a visão criativa de Zack Snyder (uma visão que nunca concordei, diga-se de passagem).

Por outro lado, irritar os fãs dessa forma é algo muito perigoso. Não só os fãs da DC estão furiosos, mas os fãs de The Witcher e os fãs do Henry Cavill, que é sim um ator carismático e cumpriu de forma positiva a missão de ser o Superman nos cinemas.

Não é difícil imaginar as inúmeras reviravoltas no universo DC para os próximos meses. E essa história está se apresentando muito mais interessante do que qualquer arco criado para os quadrinhos.

E uma coisa já está mais do que clara: muitos vão ficar bem insatisfeitos com as decisões que serão tomadas para tentar reorganizar a casa da DC.


Compartilhe