Press "Enter" to skip to content
Você está em | Home | Cinema e TV | Onde está o Henry Cavill, minha gente?

Onde está o Henry Cavill, minha gente?

Compartilhe

Eu sei que este é o tipo de artigo que pode provocar a ira de muitas pessoas. E até entendo que tem muito fã da DC profundamente chateado com o que aconteceu. Mas o meu papel neste momento é dissertar um pouco sobre os fatos e, eventualmente sobre a dor que esses fatos provocaram nas pessoas.

Henry Cavill não deu as caras no evento da DC na San Diego Comic-Con 2022, e isso era algo esperado por quem tinha um certo entendimento sobre tudo o que acontece nos bastidores do cinema. E é importante para muitos entender melhor o que foi que aconteceu.

Cavill esnobou a galera? A Warner Bros. Discovery não ofereceu dinheiro o suficiente? Isso nunca foi verdade e os fãs foram feitos de otários?

A terceira pergunta do parágrafo anterior é a que melhor pode responder ao que aconteceu, mas vamos dissertar um pouco mais sobre o assunto.

 

 

 

Ele não dá as caras desde 2017

Se parar para pensar com racionalidade, Henry Cavill não dá as caras no DCEU desde 2017, com Liga da Justiça (lembrando que esse filme tem duas versões: aquela bagunça finalizada pelo Joss Whedon e a versão do diretor noir depressiva do Zach Snyder).

De lá para cá, o Superman, personagem que Cavill interpreta (ou interpretava) apareceu no canônico dos filmes da DC, mas o ator em si nunca mais deu as caras. Há quem diga que a surpresa guardada para a San Diego Comic-Con 2022 seria justamente a presença do ator em Adão Negro, filme protagonizado por Dwayne Johnson que vai estrear em outubro, mas tudo aponta para mais uma presença sem rosto na cena pós-créditos.

Bem sabemos que a Warner Bros. Discovery está reorganizando a casa, e muitas são as indefinições sobre o futuro dos filmes da DC. Mas muitos fãs entendem que manter Cavill como o Homem de Aço seria um acerto dessa nova empresa.

Algo que, parando para pensar com um olhar mais crítico e empático, a culpa dos filmes da DCEU ficarem abaixo das expectativas (para muitos) não é exatamente do Henry Cavill, que fez o que tinha que fazer nos filmes. Até porque foi pago para isso.

Não é culpa do Cavill se não retiraram direito o bigode que ele estava utilizando nas filmagens adicionais de Liga da Justiça, quando ele foi lá fazer um favor para a galera ao deixar temporariamente as filmagens de Missão: Impossível – Efeito Fallout.

E levou um certo tempo para as pessoas separarem uma coisa da outra.

 

 

 

Afinal de contas… onde está Henry Cavill neste exato momento?

Muito provavelmente rindo de toda a situação.

Mentira. Ele jamais faria isso.

Para começo de conversa, era virtualmente impossível que Henry Cavill comparecesse ao palco da DC na San Diego Comic-Con 2022, pelo menos em teoria.

Muitos insiders indicaram que o ator estava no meio das filmagens da nova temporada de The Witcher, série da Netflix onde ele é protagonista. Ou seja, ele simplesmente não teria agenda para comparecer ao evento, considerando toda a logística envolvida de deslocamento.

Já outros afirmam que Cavill nunca esteve cotado para comparecer no painel da DC na San Diego Comic-Con 2022, e que tudo o que aconteceu nos últimos dias nas redes sociais foi apenas um jogo de narrativas para levantar o hype do evento.

Algo que, convenhamos, deu certo: as pessoas falaram sobre isso por dias nas redes sociais.

Também tem aqueles que desejam simplesmente destruir o coração dos fãs da DC, afirmando que Henry Cavill e Warner estão com relações estremecidas desde 2017 (ou melhor, desde o rolo do bigode que foi digitalmente mal removido), e que ele não é o Superman da DC faz tempo por escolha própria.

Tanto a Warner Bros. quanto a Warner Bros. Discovery teriam solicitado a volta de Cavill como Superman por diversas oportunidades, mas o ator teria recusado porque não quer mais voltar a trabalhar com a empresa. Não sabemos quais são os planos da nova joint-venture sobre o assunto, mas o simples fato de todas as menções canônicas do personagem nos cinemas não exibir um novo rosto é um indício que o assunto não foi encerrado.

De qualquer forma, todo este episódio pode ser encarado como “a grande história da San Diego Comic-Con 2022 até agora” (e eu estou escrevendo isso antes do painel da Marvel Studios), pois tudo o que vimos no evento até aqui é uma série de confirmações de projetos que já eram conhecidos, pois foram previamente anunciados.

Estou sentindo falta de lançamentos realmente bombásticos e surpresas de filmes e séries que realmente podem mudar um pouco o rumo das coisas. Mas tudo indica que vamos ter que nos contentar com o filme dos Superpets da DC que vai estrear daqui a pouco.

 

 

 

Fãs da DC, não percam as esperanças!

Até eu revi a minha posição sobre a presença de Henry Cavill como Superman, e me convenci que o problema era muito mais dos executivos da Warner Bros. do que do próprio ator ou até mesmo de Zach Snyder.

Não tinha como algo dar certo nos filmes da DC enquanto executivos que, no caso da Warner Bros, não entendiam absolutamente nada sobre este universo, tentavam emular à fórceps os resultados alcançados pela Marvel Studios.

Cavill foi envolvido por esse grave problema que, neste caso é, literalmente, o uso correto da expressão “diferenças criativas”.

Entendo que agora com a nova era Warner Bros. Discovery (onde são os executivos da Discovery que dão as cartas), os rumos podem mudar e o vento pode sim bater a favor de quem realmente merece sentir a brisa de boas notícias: os fãs.

Se a oferta da Warner Bros. Discovery for financeiramente favorável ao ator, e se as visões criativas sobre o futuro do Superman se alinharem com as perspectivas positivas de todos os envolvidos, quem sabe teremos o rosto de Henry Cavill de volta no DCEU.

Não creio que essa história está chegando ao fim dessa forma. Ainda entendo que existe uma brecha que pode ser explorada pelos lados envolvidos nessa questão.

E todo mundo gosta de dinheiro neste mundo. Inclusive Henry Cavill, que é uma das pessoas mais descoladas de Hollywood, mas precisa de grana para montar os seus futuros PCs gaming da NASA com as próprias mãos.


Compartilhe