Compartilhe

Escolher um smartphone de linha média ou um top de linha depende, na maioria dos casos, do orçamento de cada um. Mas em alguns casos, um consumidor pode simplesmente optar um modelo de linha média, por vontade própria.

Hoje, é uma atitude que faz mais sentido do que nunca. A linha que separa um smartphone de linha média de um top de linha ficou tão fina, que em alguns casos ela desaparece. Alguns modelos de linha média entregam um desempenho excelente e configurações muito próximas de um top de linha, mas com preços mais modestos.

Desempenho e configurações importam, mas design e qualidade de acabamento também. A evolução foi considerável com a chegada dos acabamentos premium ao mercado de linha média, onde os modelos com metal e cristal são mais frequentes na faixa de preço abaixo dos 300 euros.

 

 

Investir na linha média ou no top de linha?

Em geral, optar por um smartphone top de linha é algo que muitos usuários o fazem como um investimento centrado em quatro aspectos:

1. Ideia de status
2. Maior vida útil
3. Melhor preço de venda
4. Experiência de uso superior

 

De qualquer forma, o melhor que o usuário pode fazer é escolher o dispositivo em função de suas necessidades reais. Na maioria dos casos, um smartphone de linha média é mais que suficiente para cobrir as necessidades de qualquer pessoa.

Um smartphone de linha média pode funcionar sem problemas por pelo menos dois anos e com uma boa experiência de uso. Já os modelos top de linha com Android acabam se tornando um investimento mais complicado, já que perdem valor de mercado rapidamente por causa das atualizações, mas conseguem manter um nível de especificações excelente.

Agora, falando do iOS, o ideal é sempre buscar modelos da geração anterior, ou apostar em um modelo “econômico” da geração atual, já que oferecem um alto nível de configurações, uma vida útil garantida e um preço muito mais razoável.

Mas a decisão final é sempre sua.


Compartilhe