A Samsung anunciou oficialmente o fim da série de smartphones Galaxy J. Esse era o segmento de entrada dos sul-coreanos, e uma das linhas mais vendidas da Samsung no Brasil. Os modelos que antes pertenciam a este segmento passarão para a família Galaxy A.

A tendência é que não veremos mais lançamentos da série Galaxy J, e todos os modelos de entrada e intermediários serão aglutinados pela série Galaxy A. A decisão já era prevista e especulada, e é mais uma tentativa da Samsung em otimizar a oferta de seus produtos nas diferentes categorias presentes.

 

 

Agora é “tudo classe A”

 

Mesmo com toda a popularidade nas vendas, a série Galaxy J contava com smartphones com enormes lacunas técnicas quando comparados com os modelos pertencentes ao Galaxy A. Com marcas como Xiaomi e Huawei oferecendo smartphones intermediários de alta qualidade com um preço bem reduzido, a Samsung precisava tomar uma decisão para se aproximar das rivais, já que por causa dos concorrentes a série Galaxy J perdeu relevância.

Logo, o fim dessa família de produtos de entrada era algo iminente, e a mudança de paradigma da Samsung já era algo perceptível. A empresa lançou em 2019 os modelos Galaxy A30 e A50 em março, e outros modelos dessa série vão chegar ao mercado ao longo do ano.

Ou seja, o objetivo da Samsung não é mais vender mais smartphones de entrada, mas sim entregar modelos relevantes no segmento de linha média, que é mais lucrativo por unidade vendida. Eu bem sei o quanto o usuário brasileiro procura a linha de produtos Galaxy J por causa do preço, mas o foco na família Galaxy A pode fazer com que o consumidor final receba smartphones melhores com preços relativamente reduzidos.

Sem falar que algumas fones indicam que o Samsung Galaxy A50 já está se transformando em um campeão de vendas, o que mostra que a estratégia dos sul-coreanos está certa e já começa a entregar resultados.

 

 

Via GSMArena