Compartilhe

 

Kim Tae-woong, engenheiro chefe da Samsung Display, confirmou que o primeiro smartphone flexível só chega em 2019, na melhor das hipóteses.

O motivo para isso é bem simples: os smartphones quase sem bordas já são um sucesso, cobrindo sem problemas “o último passo evolutivo” dentro do setor de smartphones, o que dispensa a necessidade de acelerar o desenvolvimento de telas flexíveis.

É compreensível. Estamos falando de um mercado complexo e de difícil inovação. Logo, dosar as novidades pode ser o segredo para sustentar qualquer empresa a médio e longo prazo.

Por outro lado, a informação acaba com os rumores sobre uma possível apresentação por parte da Samsung do primeiro smartphone flexível na IFA 2017, que acontece em setembro.

Hoje, as telas Edge são uma das soluções mais lucrativas para a Samsung Display, aumentando os seus lucros operacionais em 20%. Logo, não há motivos para mudar tão cedo a estratégia.

Não imagino outra fabricante em condições de se adiantar à Samsung na corrida pelo primeiro smartphone flexível. Nem mesmo a LG. De modo que muito provavelmente só veremos o primeiro smartphone com essa característica em 2019.

Se não foi depois disso.

 

Via GSMArena


Compartilhe