Compartilhe

Jovem, vamos conversar!

Se você é um daqueles que estão lendo esse post em um Samsung Galaxy Note 10+ presenteado pelo pai enquanto passa as férias na casa da avó, nada do que será dito nesse post serve para você. Pode seguir com a sua vida normalmente.

Porém, o perfil do parágrafo anterior se encaixa na minoria das pessoas que regularmente visitam esse blog. A maioria dos meus leitores é composta por uma galera que ganha, no máximo, R$ 3.000 por mês, e que estão dispostas a pagar até R$ 2.000 em um smartphone.

Todos os dias, eu procuro oferecer no TargetHD.net produtos de tecnologia que entregam a melhor relação custo-benefício possível, pois eu sei que é isso o que a maioria dos consumidores brasileiros de tecnologia procuram. Por outro lado, de tempos em tempos, tenho que alertar sobre aqueles dispositivos que não são tão atraentes dentro desses critérios.

E… Samsung… desculpa, mas os preços dos novos Samsung Galaxy Note 20 e Galaxy Note 20 Ultra no Brasil simplesmente não me convencem.

 

 

 

Fora da realidade e, ao mesmo tempo, dentro do previsível

 

 

Antes de continuar, quero deixar claro que jamais me iludi sobre os preços dos novos smartphones top de linha da Samsung. Aliás, se as pessoas estão se enganando com dispositivos premium custando em torno de R$ 5.000 no seu lançamento, é bem provável que temos um grupo de pessoas que não viveu o ano de 2020 como deveria.

Em pleno ano do caos, com um cenário de crise global e vários problemas relacionados com essa crise, é uma utopoia achar que dispositivos como esse chegariam em uma faixa de preço que, em um passado não muito distante, eu já considerava um absurdo. Smartphones premium por R$ 5.000 já era um preço infartante. Que dirá quando essa barreira psicológica de preços é superada com facilidade.

E faz tempo que estou criticando isso. O Motorola Edge+ e os seus R$ 7.999 não teve o meu perdão. E, mesmo assim, até dá para compreender o preço, uma vez que o modelo agrega inovações de design que devem ter custado algum dinheiro.

Agora, no caso do Galaxy Note 20 (principalmente), ele regrediu em alguns detalhes, e custa R$ 6.499.

Ou seja… parabéns, Samsung, pois você acabou de valorizar o Motorola Edge, mesmo contra a vontade (minha e sua, nesse caso).

Tudo bem, eu entendi. Está estabelecida a nova faixa de preço para smartphones premium no Brasil. O valor de R$ 7.999 é o sugerido para qualquer dispositivo que estiver posicionado no topo da cadeia alimentar dos fabricantes, de modo que você já pode se preparar para o pior quando forem anunciados os preços dos futuros iPhone e Galaxy S21 (o segundo é um nome hipotético).

Agora… o caso do Galaxy Note 20… é algo simplesmente ridículo!

 

 

 

R$ 6.499 por um smartphone com carcaça de plástico

 

 

Será que é preciso lembrar o que está em jogo aqui?

Quero deixar bem claro que o Samsung Galaxy Note 20 deve ser um ótimo smarpthone premium. E estou falando isso porque a Samsung não vai deixar eu chegar perto desse dispositivo sem que eu deixe o meu rico dinheirinho na conta bancária da empresa. Porém, insisto que esse é um modelo superestimado para o que entrega, e considerando a sua posição de preço dentro do portfólio dos coreanos.

É quase digno de processo por ofensa moral ver esse Galaxy Note 20 com acabamento em policarbonato quando qualquer produto dentro da sua categoria recebe um belo acabamento em vidro combinado com metal, o que entrega efetivamente um ar premium ao caro dispositivo. É ultrajante e vergonhoso que a Samsung tenha feito isso com um produto que a própria empresa considera como um dos seus melhores produtos.

Não só isso.

A tela do Galaxy Note 20 trabalhando a 60 Hz, quando vários outros modelos de smartphones da concorrência já trabalham com 90 Hz em suas telas, ou até mesmo com o rating variável em até 120 Hz, tal e como acontece com o Galaxy Note 20 Ultra. Será que é tão caro um recurso como esse? Será que o preço iria variar demais?

Será que a Samsung não lê os blogs de tecnologia, como é o caso do TargetHD.net que, de tempos em tempos, apresentam os novos smartphones que são ameaças em potencial da hegemonia dos dispositivos dos coreanos?

 

 

 

Tá difícil me convencer, Samsung

 

 

Não posso questionar muito os preços dos novos Samsung Galaxy Note 20 (R$ 6.499) e Samsung Galaxy Note 20 Ultra (R$ 7.999). É a realidade de momento e, de certa forma, é até uma coragem ver a Samsung lançando esses modelos no Brasil nesse momento.

Porém, não consigo ignorar essa supervalorização de um produto que deixa a desejar em relação a outros modelos top de linha premium disponíveis no mercado. Pode até ser que os aspectos mencionados nesse post não façam a menor diferença para você, principalmente depois que você deu um beijo no rosto de sua avó. Mas é legal saber que você pagou caro por um smartphone, e que ele pode ser o mais completo possível, entregando a experiência de uso mais prazerosa que o dinheiro que você pagou merece.

Triste. Vergonhoso. Deprimente. Ridículo.

Escolha o termo que você quiser.


Compartilhe