Um iPhone todo de vidro: sério mesmo, Apple? | TargetHD.net
TargetHD.net | Notícias, Dicas e Reviews de Tecnologia Um iPhone todo de vidro: sério mesmo, Apple? | TargetHD.net Press "Enter" to skip to content
Wetten.com Brasil Apostas
Você está em | Home | Tecnologia | Um iPhone todo de vidro: sério mesmo, Apple?

Um iPhone todo de vidro: sério mesmo, Apple?

Compartilhe

Smartphones são tão frágeis quanto o meu crédito nas Casas Bahia. E conheço algumas pessoas que são mais azaradas do que eu com os seus celulares, produzindo danos físicos nos dispositivos apenas por olharem para ele. Apesar de manter o meu Pocophone F1 intacto por quase dois anos, tem alguns blogueiros que conheço que já danificaram os seus telefones com menos de uma semana de uso.

E nem foi por descuido. Foi por falta de sorte mesmo.

E não consigo parar de pensar nos meus amigos mais azarados quando a imprensa lá fora fala sobre um iPhone totalmente de vidro com design curvo. Recomendo que essas pessoas façam desde já um caro seguro para manter o dispositivo seguro da falta de sorte que carregam dentro de si.

 

 

 

São patentes apenas, mas podem se materializar (ou não)

 

 

Todo mundo que está por dentro do mundo da tecnologia sabe que registrar uma patente não quer necessariamente dizer que a empresa vai produzir um produto com aquelas características. Em boa parte dos casos, o registro da patente é para resguardar aquele design e ganhar dinheiro com isso, caso algum fabricante concorrente pense em algo semelhante (o que é mais comum do que você imagina).

Nesse caso, a Apple registrou duas patentes que mostram esses planos que geram arrepios nos usuários que contam com mãos muito gordurosas ou ensaboadas. A primeira patente menciona o uso do vidro para a construção das partes frontal e traseira em uma única peça, em um conceito full unibody de vidro. Já a segunda patente menciona o uso do vidro para criar uma tela curva que se estende por todo o corpo do dispositivo.

 

 

Agora, some as duas patentes, e temos um smartphone com a parte externa 100% de vidro, em um formato unibody. Sério, precisa ser um vidro muito resistente e que seja imune aos arranhões, gordura das mãos, marcas de dedo e outras ameaças em potencial para que a aventura venha a valer a pena no futuro.

Se você é o tipo de usuário que deixa o seu smartphone cair o tempo todo, nem pense em fazer economias para ter esse iPhone no futuro. Ele não foi feito para você (e procure um médico para ajudar com esse seu problema de coordenação motora).

 

 

 

Full unibody e sem portas de conexão

 

 

Com esse design, a Apple está apostando em um dispositivo que conte com um único tipo de material, o que pode facilitar a fabricação e reparação do dispositivo, ao mesmo tempo que entrega um telefone esteticamente mais atraente e muito resistente. Nesse momento, os smartphones recebem o vidro nas partes frontal e traseira, mas as duas partes são separadas (ou unificadas, dependendo do ponto de vista) por algum metal nas laterais.

Agora, uma pergunta: para você, a proposta atual incomoda? Precisamos mesmo de um iPhone de vidro?

A desculpa da Apple com o “facilidade de reparação” também pode ser interpretada como “facilidade de quebra ou danos”. De novo: a não ser que seja um vidro milagroso, com uma tecnologia alienígena e imune a quedas, o vidro pode se quebrar com relativa facilidade, dependendo da gravidade do acidente.

A patente diz que o vidro desse iPhone futurista pode mudar de aparência, dependendo da área do smartphone. Algumas partes do vidro seriam totalmente transparentes, enquanto que outras seriam um pouco opacas e outras totalmente opacas. Aliás, o modelo pode até ser o iPhone sem portas de conexão que a Apple está idealizando há muito tempo.

E, por favor, amigo leitor. Não me interprete mal. Não estou aqui afirmando que um iPhone feito de vidro não tem como dar certo. Mas olhando para os dispositivos atuais, com a tecnologia atual, esse é um produto que, nesse momento, é de altíssimo risco. É um imã para acidentes estúpidos.

Quem sabe no futuro, quando os alienígenas finalmente decidirem ceder a sua maravilhosa tecnologia para nós, humanos errantes.

 

 

Via AppleInsider


Compartilhe