A Boston Dynamics (via SoftBank) segue desenvolvendo o Atlas, e de forma assustadora, pois eu ainda acho que esses robôs vão exterminar a humanidade.

Deixando a paranoia de lado, agora sabemos que o Atlas, que já caminha em condições extremas de temperatura, pega e usa itens de forma natural, carrega objetos pesados, caminha por terrenos candidatos sem perder o equilíbrio e dar cambalhotas… agora é capaz de fazer parkour!

O que é realmente impressionante nesse negócio é a desenvoltura do robô, com uma naturalidade de movimentos, imitando de forma quase perfeita os movimentoos do ser humano.

O Atlas teve o seu software atualizado para melhorar a precisão do cálculo e movimento, o que permite os saltos em lateral usando o movimento dos braços, tal e como faz um ser humano. É uma importante melhoria na engenharia e robótica inédita.

O novo software não só gerencia o movimento das pernas e dos braços, mas também do dorso do robô, calculando a energia e força necessária para os saltos, assim como a sua localização exata. Resultado: ele pode dar saltos de até 40 cm de forma contínua, e sem perder o ritmo.

Além disso, o Atlas teve o seu hardware e software de visão computacional atualizados, e pode identificar os objetos para realizar movimentos com maior precisão.

A Boston Dynamics continua argumentando que esse desenvolvimento é para que, no futuro, tudo isso seja utilizado no setor industrial ou de resgate, em tarefas que exigem força e habilidade física.

Engraçado… acabar com a humanidade inteira também vai exigir (entre outras coisas) força e habilidade física… mas parece que eu sou o único que estou preocupado com isso.

De qualquer forma, a humanidade terá sorte se não tiver o mesmo fim do Exterminador do Futuro. Mas quero ser otimista e acreditar que eu sou um paranoico, e que preciso aumentar a minha dose de Rivotril.