Wetten.com Brasil Apostas
Home » Dicas, Truques e Macetes » Reiniciar o smartphone de tempos em tempos… vale a pena?

Reiniciar o smartphone de tempos em tempos… vale a pena?

Compartilhe

Nem todo mundo reinicia o smartphone de tempos em tempos, apesar dessa instrução estar presente nos manuais de instruções de alguns fabricantes. Por isso, vamos mostrar nesse post quais são os reais benefícios desta prática em nosso dispositivo.

Aqui, você vai descobrir por que esta é uma excelente ideia, como também o que o dispositivo tem a ganhar com essa reinicialização de tempos em tempos.

 

 

 

Motivos para reiniciar o smartphone de tempos em tempos

O simples ato de reiniciar o celular faz com que todos os processos em execução sejam encerrados, o que já entrega uma melhora de desempenho automática. Você pode começar do zero e, a partir desse ponto, obter uma melhor performance para tarefas específicas.

Mas existem outros benefícios ao dispositivo que estão diretamente atrelados ao hábito da reinicialização do smartphone além da melhoria do desempenho.

 

 

 

A bateria é calibrada

Quando reiniciamos o celular, indicamos ao sistema operacional que o aparelho foi desligado, o que faz com que a bateria entre em um estado de pausa, mesmo que por alguns segundos. Essa informação fará com que o software calibre melhor a autonomia de bateria, o que produz impactos positivos na sua vida útil.

 

 

 

O sistema operacional é atualizado

Quem deixa o smarpthone ligado por meses deixa de aplicar atualizações que estão pendentes no dispositivo. O sistema operacional só aplica os updates quando desligamos o aparelho por completo e reiniciamos o software com os novos recursos. Lembre-se: fazer o download de um update não é o mesmo que instalar essa atualização no dispositivo.

 

 

 

A memória temporária é limpa

Um dos principais motivos para reiniciar o smartphone é melhorar o seu desempenho. E um dos culpados por um desempenho ruim do dispositivo é a memória temporária ou residual. Sobras de arquivos, cookies e até apps abertos em segundo plano precisam ser removidos ou fechados de tempos em tempos para garantir a fluidez do seu telefone.

 

 

 

Pequenas falhas são eliminadas

Assim como a memória temporária, considere que um determinado programa pode apresentar problemas de execução pontuais que podem ser resolvidos com uma simples reinicialização do dispositivo. Apagando as informações conflitantes, você tem mais chances de ver aquele software funcionando perfeitamente de novo.

 

 

 

Existe um tempo ideal para reiniciar o smartphone?

Não existe uma regra, mas existem os conselhos que devem ser seguidos.

Você pode reiniciar o seu smartphone a cada mês ou a cada trimestre, mas é no mínimo interessante fazer isso de tempos em tempos, pelos motivos já mencionados neste post. E essa regra vale para Android ou iOS. Não tem diferença entre os dois.

Por isso, o melhor tempo para reiniciar o celular é aquele que está diretamente alinhado com as suas necessidades.

 

 

 

O que pode acontecer se eu não reiniciar o smarpthone de vez em quando?

Desde pequenos erros nos aplicativos até a invasão de uma ameaça virtual por não ter as atualizações aplicadas. Na maioria dos casos, você terá um sistema operacional cada vez mais lento. E se você não reiniciar o dispositivo, ele pode fazer isso sozinho, a qualquer momento, e na hora que você menos gostaria que acontecesse.

 

 

 

Reiniciar o smartphone não é o mesmo que restaurar

Por fim, é importante explicar a diferença entre os dois termos, para não confundir a cabeça dos mais leigos.

Reiniciar o smartphone é o ato de desligar e ligar de novo o celular, algo que é feito apenas mantendo o botão de liga/desliga pressionado por alguns segundos. Isso é, se você não for obrigado a forçar o processo por conta de um problema no Android.

Restaurar o smartphone é o ato de devolver ao dispositivo as suas configurações de fábrica, apagando todos os dados armazenados nele. Isso só deve ser feito se você está trocando de dispositivo, ou se algum problema sério afetar o Android, impedindo uma resolução por outras alternativas.


Compartilhe