Compartilhe

A Redmi, uma sub-marca da Xiaomi que agora atua como empresa independente, está preparando um lançamento de um smartphone com características de um dispositivo top de linha, mais precisamente com um chipset Snapdragon 855. Vários teasers da empresa apontam para isso, revelando a câmera pop-up e outros detalhes de um dispositivo que está prestes a ser anunciado.

A ideia da Redmi é preparar um stock de unidades grande o suficiente para garantir o sucesso do futuro dispositivo. Mas será que essa é uma boa ideia? Competir com a Xiaomi é algo positivo?

 

 

Concorrer com a Xiaomi é uma boa ideia?

 

 

Na prática, esse futuro smartphone top de linha da Redmi vai competir com modelos como Xiaomi Mi 9, Lenovo Z6 Pro, Samsung Galaxy S10 e outros modelos top de linha, com o objetivo de ser o dispositivo mais barato com esse processador. Porém, esse futuro modelo vai contar com o NFC para pagamentos em estabelecimentos.

Nas câmeras, o dispositivo deve contar com um sensor triplo traseiro de 48 MP + 8 MP + 13 MP, e a sua câmera frontal deve contar com 32 MP e fica integrada em um mecanismo pop-up, o que deixa o design do dispositivo mais limpo e atraente, com proporção e molduras muito finas na parte frontal. A estimativa de lançamento desse smartphone é para entre os meses de maio e junho, e a promessa é para um preço muito atraente.

Enquanto esse hipotético top de linha não chega ao mundo, a Redmi vai apresentar um novo smartphone com processador Snapdragon 730, que também vai receber uma câmera pop-up para selfies, o que resulta automaticamente em uma tela sem monocelha. Também merece destaque a presença da saída de áudio de 3.5 mm, algo cada vez mais raro nos smartphones top de linha da concorrência.

É um momento bem interessante para quem pensa em comprar um telefone top de linha. A forte concorrência está resultando em dispositivos cada vez melhores por um preço menor.


Compartilhe