Compartilhe

Para boa parte dos geeks, quando se ouve falar em um smartphone com Android Go e preço reduzido, sempre vem à mente a ideia de ser um dispositivo mais fraco e que dificilmente vai conquistar os consumidores. Porém, quando a marca desse dispositivo é a Xiaomi, as coisas mudam de figura. Tanto na qualidade como no preço. Como se fosse um “passe de mágica”.

A Xiaomi (ou melhor, a sua sub marca Redmi) anunciou oficialmente o Redmi Go, o seu primeiro smartphone com Android Go e com preço sugerido (lá fora) de 80 euros. E muitos usuários se perguntam se vale a pena a compra do dispositivo.

Vamos tentar ajudar na resposta com esse post.

O Redmi Go não teve nenhum evento de lançamento. Afinal de contas, é um dispositivo barato. Tão barato, que o seu lançamento foi anunciado no Twitter, em uma imagem que antes foi compartilhada pelo leakster Ishan Agarwa.

O dispositivo conta com uma tela de 5 polegadas (720P), que é o suficiente para ver conteúdos na internet pelos menos exigentes, assim como o processador Snapdragon 425 quad-core a 1.4 GHz, ajustado para os principais apps de redes sociais e mensagens instantâneas.

Como estamos falando do Android Go, 1 GB de RAM é o suficiente para entregar uma boa experiência de uso. Eu digo isso baseado nos testes que eu fiz com o Moto E5 Play da Motorola no final do ano passado.

Por outro lado, o Redmi Go possui uma bateria de 3.000 mAh, o que deve garantir pelo menos um dia de uso em um comportamento moderado. Já nas câmeras, não espere muito (e nem poderia, pelo preço que ele custa), com sensores bem básicos de 8 MP e 5 MP.

Na prática, o Redmi Go pode ser o smartphone ideal para os usuários com baixas exigências em um dispositivo Android. É para quem quer utilizar o básico do básico, como navegação de internet, redes sociais e mensagens instantâneas. E nada mais.

Também é bem vindo para quem já tem um smartphone top de linha, e quer um segundo dispositivo para situações pontuais, para não comprometer o telefone principal.


Compartilhe