Compartilhe

Os telefones Realme 5 e Realme 5 Pro apareceram no ano passado para bater de frente com as propostas da Xiaomi e da Redmi que apostavam na melhor relação custo-benefício, com preços bem competitivos. Agora, temos os novos Realme 6 e Realme 6 Pro, a evolução desses dois telefones. E chegou a hora de descobrir as diferenças mais interessantes entre eles.

 

 

 

MediaTek e o salto para os 90 Hz

 

 

Ano passado, a aposta era na Qualcomm (Snapdragon 665 no Realme 5, Snapdragon 712 no Realme 5 Pro). Em 2020, a aposta é na MediaTek em pelo menos um modelo (G90T no Realme 6), que tem rendimento similar ao Snapdragon 730. Já o Realme 6 Pro fica com o Snapdragon 720G, um dos primeiros telefones a contar com esse novo processador.

Na RAM, os novos modelos contam com 4 GB iniciais, podendo alcançar os 6 GB e 8 GB (6 e 6 Pro, respectivamente), com 128 GB de armazenamento base. Ou seja, na RAM e no armazenamento, temos melhorias substanciais e consideráveis, que serão muito bem vistas pelos usuários que estão pensando no salto de geração.

Mas uma das melhorias mais importantes está na tela dos novos modelos, com tamanhos de 6.5 e 6.6 polegadas (HD+ e FullHD+, respectivamente), ambas com taxa de atualização de 90 Hz, pensando assim nos gamers que querem uma maior agilidade nos jogos que o telefone vai rodar.

Por outro lado, temos decisões diferentes na bateria. O Realme 6 tem 4.300 mAh (contra 5.000 mAh do Realme 5) e o Realme 6 Pro subiu para os 4.300 mAh (contra os 4.035 mAh do Realme 5 Pro). Os dois modelos contam com carga rápida de 30W. Na média, temos melhorias aqui, mas esperamos que o Realme 6 conte com um melhor gerenciamento de bateria.

 

 

 

Quatro câmeras na traseira, com diferentes configurações

 

 

Os dois modelos novos entregam diferenças substancias nos aspectos fotográficos. As quatro câmeras estão mantidas, mas os sensores são completamente diferentes, permanecendo iguais os sensores de 64 MP e um grande angular de 8 MP. Há trocas dos sensores telefoto pelo sensor monocromático, ou a manutenção de um sensor macro, além das melhorias já esperadas para as câmeras dos novos modelos.

O Realme 6 Pro tem teleobjetiva de dois aumentos, com zoom ótico minimizando a perda de qualidade. O Realme 6 troca esse sensor por um preto e branco.

Na câmera frontal, os dois novos modelos contam com sensores principais de 16 MP, e o modelo Pro possui um segundo sensor grande angular de 8 MP. No software, passamos do ColorOS 6 baseado no Android 9 para o Realme UI baseado no Android 10, em uma interface mais limpa e maior cuidado estético.

 

 

 

Vale a pena a troca?

 

 

As mudanças adotadas nos modelos Realme 6 e Realme 6 Pro são substanciais e merecem uma maior atenção por parte dos usuários que estão interessados nos novos modelos. As melhorias justificam o investimento no novo modelo, especialmente para quem esperou por essa atualização sem investir nos telefones do ano passado.

O que não quer dizer que o Realme 5 e Realme 5 Pro não servem para mais nada. Pelo contrário: ambos ainda dão algum caldo para os usuários menos exigentes, e os preços desses modelos devem cair, se tornando ainda mais atraentes para muita gente. Ambos ainda podem bater de frente com alguns telefones dentro de sua categoria que foram lançados recentemente no Brasil, inclusive.


Compartilhe