Por que você ainda não saiu do Facebook? | TargetHD.net
TargetHD.net | Notícias, Dicas e Reviews de Tecnologia Por que você ainda não saiu do Facebook? | TargetHD.net Press "Enter" to skip to content
Wetten.com Brasil Apostas
Você está em | Home | Internet | Por que você ainda não saiu do Facebook?

Por que você ainda não saiu do Facebook?

Compartilhe

Uma pergunta, que nem é tão importante, mas necessária para iniciar esse post: você ainda não deletou a sua conta no Facebook?

Eu não deletei a minha por questões comerciais. Mas se você não é um produtor de conteúdo e só está na rede social de Mark Zuckerberg para ter os seus dados roubados ou acompanhar discussões sobre política que não levam a lugar nenhum, já deveria ter apagado a conta nessa bagaça.

Uma das pessoas importantes que alertam para a importância ou necessidade (e, em alguns casos, quase um compromisso social) para a remoção da conta do Facebook é o co-fundador do WhatsApp, Brian Ancton. Em março de 2018, diante dou revelar do escândalo envolvendo a rede social e a Cambridge Analytica, ele inciou no Twitter a campanha #DeleteFacebook.

 

 

E agora, em novembro de 2019, com a rede social perdendo usuários de forma apenas residual (em quantidades ínfimas), Brian segue na iniciativa. Ele deixou o Facebook em setembro de 2017, por discordar da forma em como Mark Zuckerberg estava monetizando o WhatsApp.

Mas parece que isso não sensibilizou ninguém. O Facebook não para de ganhar dinheiro, e os usuários (especialmente os mais velhos) não abandonam a plataforma.

Mas… quem sabe serviços da empresa não funcionando pode sensibilizar para essa saída.

 

 

Problemas constantes nos serviços do Facebook

 

 

Faz algum tempo que, de tempos em tempos, os serviços do Facebook apresentam problemas. São falhas pontuais e temporárias, mas acontecem. E aqueles que ficam com medo sobre o futuro ou integridade dos dados começam a ter paradas cardíacas com essas falhas.

Na semana passada, o Instagram teve problemas com os stories. E ontem (11), o WhatsApp ficou indisponível para os usuários que tentavam fazer o cadastro de novas contas. O problema estaria relacionado com o recurso de identificação em dois passos, e a orientação nesse caso era justamente ativar a funcionalidade de segurança.

Porém, o real problema estava nos servidores do aplicativo, que estavam indisponíveis em algumas regiões do planeta, inclusive no Brasil.

Eu sei que este problema detectado no WhatsApp ontem tem uma escala menor diante de outras quedas e indisponibilidades, mas está se tornando uma constante, construindo um histórico um pouco indigesto para a plataforma.

 

 

Chegou a hora de sair?

 

 

Bom, se você quer um pouco de paz de espírito e maior proteção dos seus dados, a recomendação em sair do Facebook é bem válida. Porém, para garantir mesmo que você está imune aos perigos dos vazamentos e publicidade exacerbada aplicada pelas redes sociais de Mark Zuckerberg (incluindo Instagram e WhatsApp é claro), o ideal mesmo é você se desfazer de todas essas plataformas. Para sempre.

E eu bem sei que você não vai fazer isso.

Logo, a iniciativa de Brian Ancton, por mais que seja louvável e válida (ele tem vários pontos no seu discurso que são corretos), muito dificilmente as pessoas vão abandonar o Facebook e as demais redes sociais de Mark Zuckerberg.

Quero dizer… o Facebook podem até abandonar, caso algum problema sério aconteça. Mas Instagram e WhatsApp? Acho muito difícil. Só quando as duas plataformas chegarem ao fim e, mesmo assim, vai ter alguém tentando ressuscitar as duas no futuro.

 

Via The VergeCNET, Tecnoblog


Compartilhe