Compartilhe

Você se lembra daquele slogan que aparecia na página inicial do Facebook, que dizia “É grátis e sempre será”? Pois é… essa frase desapareceu silenciosamente na sua página de início de seção nos Estados Unidos e Europa. E o que mais chama a atenção é que a empresa não fez nenhum anúncio sobre essa ação.

É claro que isso soa muito estranho. E é igualmente claro que temos uma solução para essa discreta, porém relevante alteração.

Ao que parece, nos últimos dias 6 e 7 de agosto, o Facebook realizou essas mudanças sem anunciá-las de forma oficial ou explicar o motivo para a mudança em si, e muitos estão especulando as razões ocultas por trás dessa ação.

 

 

O Facebook vai deixar de ser de graça?

 

 

Muitos especialistas afirmam que tal ação é uma espécie de afirmação por parte da empresa em assumir de alguma forma que dentro do aplicativo nem tudo é realmente gratuito. O lema foi retirado da página de registro de login depois de uma década estampando o site, onde a empresa tratava claramente de informar ao grande público que não custava nada ser um usuário da rede social.

É importante lembrar que a frase “é grátis e sempre será” nunca ficou isenta de polêmica. Nos termos e condições de serviço do Facebook (mais especificamente no item 9.14), a própria rede social afirmava que “não garantimos que a plataforma sempre vai ser gratuita”. Em 2016, eles mudaram esse ponto nas condições, mas sem se esquecer que “se você não paga pelo produto, o produto é você”. E os dois conceitos fazem todo o sentido do mundo.

 

 

Por outro lado, alguns rumores indicam que esta situação aconteceu porque em um passado não muito distante o Parlamento Europeu aprovou um regulamento que indica que, em qualquer rede social onde podia se executar algum método de intercâmbio de dados ou produtos, ela se transforma de forma imediata em uma forma de pagamento.

No final das contas, o Facebook se pronunciou sobre a mudança, e garante que tudo não passa de uma mera “atualização na página inicial” e esclarecem que a rede social “sempre será grátis”:

 

“Atualizamos os nossos produtos regularmente, incluindo as páginas de destino no Facebook. As pessoas sempre poderão acessar ao Facebook de forma gratuita.”

 

Ou seja, o Facebook nega que vai cobrar (dinheiro) para acessar a rede social, mas é importante você ter em mente que a moeda de troca é você mesmo e os seus dados.


Compartilhe