Philips S561, ou como uma bateria de 4.000 mAh pode funcionar por 38 dias

Compartilhe

A Philips é conhecida por uma série de produtos relacionados ao mundo da tecnologia, mas os seus smartphones não estão na lista dos mais populares do mundo. De qualquer forma, foi apresentado na Rússia o Philips S561, um dispositivo com especificações tão comuns, que jamais entraria na pauta do TargetHD.net se não fosse por um detalhe: uma bateria que promete uma autonomia de até 38 dias.

A obsessão da humanidade por uma maior autonomia de bateria resulta em produtos que podem ser considerados a aberração por muitos, mas a salvação de outros tantos. Para quem não pode ficar sem bateria de jeito nenhum, esse é tipo de produto que pode resolver a vida dessa pessoa. Esse, e um Nokia das antigas, com autonomia de bateria de até uma semana. Se bem que um Nokia do passado não roda Android.

 

 

Um “milagre” facilmente explicável

 

Enfim, o Philips S561 possui uma tela IPS de 5.4 polegadas (720p). Só esse item já ajuda (e muito) na longa autonomia de bateria, uma vez que a tela é o item que mais exige energia em um smartphone. E com uma tela com menos de 6 polegadas e resolução HD, o consumo de bateria desse modelo é consideravelmente mais baixo do que um telefone top de linha com resoluções maiores.

O processador é um desconhecido Spreadtrum SC9863A, trabalhando com 3 GB de RAM e 32 GB de armazenamento. E aqui está o suposto principal responsável para que a bateria de 4.000 mAh seja capaz de entregar uma autonomia de mais de um mês de uso. Algo quase inacreditável, mas possível por causa da baixa potência do chip.

É claro que um modelo pensado na autonomia de bateria tem restrições em outras partes, como nas câmeras (por exemplo). Aqui, encontramos um sensor duplo traseiro de 13 MP + 2 MP, e a câmera frontal recebe 5 MP.

Quanto você paga por tudo isso? Apenas US$ 140. Mas desde que você importe ou viaje para a Rússia. Sem previsão de lançamento por aqui (DICA: não vai chegar no Brasil).

 

+info


Compartilhe