Neste final de semana completou 20 anos do famoso BSOD (Blue Screen of Death, ou Tela Azul da Morte) do Windows 98. E o atraso no lançamento do Windows 10 Spring Creators Update mostra que a Microsoft não conseguiu se livrar dessas telas, depois de duas décadas.

A BSOD do Windows 98 é mais um reflexo do sucesso da Microsoft. Em uma conferência da COMDEX, um nervoso Chris Capossela (hoje responsável pelo marketing da empresa) apresentava ao vivo as características do novo sistema operacional, diante do olhar atento do seu chefe na época, Bill Gates.

A ideia era mostrar as capacidades plug-and-play do Windows 98. Capossela conectou um escâner em um PC com a versão beta do sistema, e o impensável aconteceu: uma BSOD ao vivo.

Gates levou a situação com bom humor e sarcasmo: “Esse deve ser o motivo pelo qual ainda não lançamos o Windows 98”. O sistema operacional foi lançado dois meses depois do ocorrido, mas tais erros críticos voltaram a acontecer.

O lançamento do Windows 10 Spring Creators Update deveria acontecer em 10 de abril, e a Microsoft explicou que adiou o lançamento porque descobriu problemas de funcionamento e estabilidade na última compilação publicada no Insiders, que podem resultar em falhas críticas dos equipamentos.

Tradução: as mesmas BSODs do Windows 98.