Compartilhe

A internet deixou de ser um luxo para os mais abastados, e se transformou em uma necessidade para todos, independente do país em que você vive. Ela se tornou parte das nossas vidas, nos ajudando a realizar todo e qualquer tipo de tarefa, as atividades escolares e estudos, tarefas de diversão, ócio e entretenimento e nos mantém conectados com colegas de trabalho, amigos e familiares.

Por isso, é importante você saber como está o atual cenário da internet nos países da América Latina, com a lista das melhores e piores conexões no continente, de acordo com os resultados coletados pelos testes do Speedtest.

 

 

O primeiro lugar pode surpreender você

Todos nós tivemos problemas de conexão com a internet em algum momento do ano. Seja por desconexões involuntárias, tempo de indisponibilidade do serviço (em alguns casos, por várias horas) ou por problemas de velocidade na conexão. E na América Latina, esses problemas são mais frequentes que o desejado, de acordo com os resultados.

Isso fica evidente quando constatamos que a primeira posição do continente está apenas na posição 58 no ranking global das melhores velocidades de internet. A melhor conexão da América Latina (em média) pertence ao Uruguai, com Cuba (de forma surpreendente, pois não faz muito tempo que a grande população teve direito ao acesso à internet) na segunda posição (67 no ranking global) e México (67 a nível global) completando o pódio do continente.

A quarta posição fica com a República Dominicana, seguida de Honduras e Argentina (esta última na posição 79 no ranking global).

 

 

Isso mesmo. O Brasil está atrás de Cuba e República Dominicana no ranking de velocidade de internet na América Latina e no mundo. Nosso país está na sétima posição do continente e no posto 81 no ranking global, com média de 23.36 Mbps de velocidade. Trágico se não fosse…. trágico mesmo.

Na lanterna do ranking da América Latina temos o Panamá (12.55 Mbps), que tem o posto 125 do ranking global, seguido por El Salvador (10.04 Mbps) e Venezuela (7.68 Mbps), cujas posições no ranking global são 135 e 139, respectivamente.

Lembrando que a Venezuela é uma ditadura, mesmo que digam o contrário.

Aqui, fica claro por que o Google Stadia não estreou na América Latina. O continente está bem longe de ter um serviço de internet de qualidade. Lembrando que a primeira posição global pertence à Coreia do Sul, com 112 Mbps de velocidade média de internet.

Quem sabe os números apresentados pelo Speedtest ajudam a mudar alguma coisa. Ou não…

 

Via Speedtest


Compartilhe