Se você pensava que o Brasil era um dos líderes de uso do WhatsApp no mundo, saiba que o nosso país não está nem entre os líderes da América Latina nessa categoria. O aplicativo, que pertence ao WhatsApp, tem uma penetração total no continente latino-americano de 64%, de acordo com estudos realizado pelo Latinobarometro.

É surpreendente, pois bem sabemos a importância que os usuários brasileiros dão ao WhatsApp. Mesmo assim, não consegue ser líder entre os países envolvidos no estudo. De qualquer forma, os usuários de diferentes países podem abraçar um uso mais dinâmico ao aplicativo de mensagens instantâneas, de acordo com os mais diversos fatores, incluindo os aspectos culturais e impacto econômico do uso da plataforma em diferentes situações.

Foi em 2018 que o WhatsApp se transformou no aplicativo mais baixado do mundo, e os novos dados indicam em detalhes a porcentagem de uso que o app tem em cada país pertencente ao eixo latino-americano.

O portal Statista revela que o Brasil ficou apenas na sétima posição no ranking de popularidade de uso do WhatsApp, com 66%. O país fica atrás da Argentina e da Colômbia, em uma lista que é liderada pela Costa Ruca (83%), seguida pelo Chile (80%) e pelo Uruguai (78%).

 

 

Também surpreende a baixa participação do México (60%) nesse ranking, e o estudo observa que a baixa pontuação desse país e do Brasil pode estar relacionado diretamente com a polêmica ocorrida no ano de 2018 depois das eleições presidenciais nesses países, onde as fake news foram disseminadas pelo WhatsApp, resultando na migração de vários usuários para outras plataformas.

Por fim, é esperado que o WhatsApp vai continuar a crescer no continente, já que as melhorias implementadas no aplicativo vai atrair mais usuários. É esperada em breve a expansão do seu serviço de pagamentos para outros países, inclusive para alguns países latino-americanos.

De qualquer forma, não deixa de ser surpreendente (ou nem tanto) saber que o WhatsApp perdeu popularidade no Brasil.

 

Via Statista