Wetten.com Brasil Apostas
Home » Dicas, Truques e Macetes » O que é isolamento social, e como ele funciona

O que é isolamento social, e como ele funciona

Compartilhe

Eu publiquei recentemente um post que fala sobre a importância do isolamento social para o combate contra a pandemia do coronavírus, mas entendo que é importante explicar melhor o que é exatamente esse tal isolamento. A medida funcionou na China e na Coreia do Sul, países onde foi registrado uma queda radical da quantidade de contágios após adotar tal procedimento.

 

 

 

O que é o isolamento social?

 

 

Ação responsável, empatia, coletividade, respeito ao próximo e conter o pânico são algumas das definições (ou argumentos, dependendo do ponto de vista) que várias autoridades ao redor do mundo utilizaram para convidar as pessoas a ficarem em casa e seguir com as suas vidas, dentro de uma relativa normalidade, dentro do possível.

Profissionais de diferentes segmentos, estudantes, universitários ou qualquer outro integrante de grupos de coletivo devem ter a consciência que o isolamento social é fundamental para evitar a propagação do vírus e o aumento de contágios. Porém, o tal termo “isolamento social” não está muito bem definido para a maioria das pessoas, e isso não apenas gera dúvidas como uma maior sensação de pânico nos mais leigos.

De acordo com os especialistas, isolamento social representa a adoção de mudanças em nossa rotina diária que podem gerar um benefício a longo prazo para todos, pois já está comprovado que a diminuição do contato social ajuda a diminuir a propagação do vírus.

O coronavírus tem potencial de contágio três vezes maior que uma gripe comum, de modo que é necessário evitar qualquer lugar público por um tempo determinado. Isso ajuda a diminuir os contágios, evitando assim que os sistemas de saúde entre em colapso.

 

 

 

Isolamento social para evitar o pior

 

 

Vários países do mundo (incluindo o Brasil) estão começando a adotar essa medida, principalmente para evitar o cenário que ocorre na Europa, onde o número de casos explodiu porque as autoridades demoraram para tomar uma medida nesse sentido. Diante desse cenário, “cuidar do outro para cuidar de si” é essencial para evitar que a pandemia continue, e o isolamento social pode ser o fator chave para evitar o pior.

A maioria dos especialistas enfatiza que, mesmo com essas medidas, ainda assim vai acontecer um elevado número de contágios, mas em um tempo maior, de modo que os hospitais poderão tratar dos doentes de forma mais ordenada.

Aqui, o home-office será essencial, mesmo que a pessoa esteja com o coronavírus, até mesmo para evitar outros contágios, já que na maioria dos casos a doença se apresenta de forma assintomática.

 

 

 

Não podemos superlotar o sistema de saúde

 

 

O isolamento social funcionou nos países que tomou essa medida logo no começo do foco da enfermidade. No Brasil, cada cidade e estado toma as suas medidas, mas de um modo geral estão proibindo aglomerações de 100 pessoas ou mais em locais fechados, e de 250 pessoas ou mais em locais abertos, com a orientação de evitar reuniões privadas com 10 pessoas ou mais.

Diante disso, várias instituições de ensino, empresas e outros setores estão permitindo que as pessoas realizem o teletrabalho (nas profissões onde isso é possível), além de oferecer facilidades para que as pessoas possam realizar as suas atividades de casa, mas reforçando que as medidas de higiene ainda precisam ser extremas e constantes.

 

 

Por fim, a sua casa ou apartamento são os locais mais eficientes para evitar uma maior proliferação de contágios do coronavírus. A pandemia está gerando dias difíceis para todo o mundo, tanto para o segmento de saúde como para a área econômica e na vida cotidiana, onde todos nós teremos que sacrificar alguma coisa para que essa emergência possa ser controlada.

E tudo isso passa pela consciência e respeito ao próximo que cada indivíduo precisa ter nesse momento.


Compartilhe