Compartilhe

Segurança em primeiro lugar, principalmente quando o dispositivo está conectado na internet.

A segurança nos smartphones está evoluindo constantemente, embora o maior passo dado nos últimos anos nesse sentido se materializou no iPhone 5s, com a incorporação de um chip dedicado. O Secure Enclave ajuda o Touch ID salvando as chaves de criptografia, e a ideia logo começou a aparecer em outros fabricantes.

Os modelos Pixel 3 do Google, por exemplo, recebem um chip específico para a mesma finalidade, o Titam M. E agora, a Samsung revela que está projetando e fabricando na sua sede o seu chip de segurança, o Secure Element (SE), que está presente nos smartphones Samsung Galaxy S20.

 

 

 

Esse é um item seguro

 

 

A Samsung dá um passo adiante no desenvolvimento de sua solução de segurança Knox, que já está presente no seu ecossistema de produtos há muitos anos. O chip vai ser uma ajuda ao Knox, como um elemento de hardware dedicado para abrigar com segurança as informações mais sensíveis.

O SE recebeu a certificação CC EAL 5+, que é correspondente ao Nível de Garantia de Avaliação de Critérios Comuns, sendo este um dos chips mais seguros do mercado nesse momento. O Safe Element emprega o chip de segurança S3K250AF no hardware, cujo código foi especificamente projetado para cumprir os seus propósitos de segurança.

Todos os dados do usuário que são considerados confidenciais (biometria, chaves de criptomoeda, senhas, etc) são armazenados nesse Elmento Seguro, incluindo as nossas digitais dos dedos até os dados do seu rosto. O elemento também armazena os dados de criptomoedas que podem ser manipulados além do próprio usuário, e as senhas dos diferentes logins que armazenamos no telefone.

As informações ficam armazenadas no chip seguro e separadas do armazenamento do telefone (seja memória interna, externa ou RAM). O chip tem todos os tipos de medidas de segurança em caso de ataques hackers ou de códigos maliciosos, como vírus e malwares. Como extra, o chip também é protegido contra ataques físicos ou de engenharia reversa.

Tomar medidas de segurança mais rigorosas se tornou uma característica crucial nos dispositivos inteligentes atuais, acompanhando assim a evolução das ferramentas que contém as senhas dos nossos dados pessoais conectados a vários serviços, como a nuvem ou as transações financeiras.

A Samsung já conta com vários serviços pensados na segurança de dados, além de um longo e comprovado histórico nas soluções de segurança, oferecendo para o mercado circuitos integrados para cartões inteligentes, processadores IoT e outros produtos semicondutores que exigem um nível de segurança mais robusto.

O Secure Element (SE) para dispositivos móveis não apenas vai manter os dados mais sensíveis do usuário mais seguros e em tempo real, mas também vai permitir a criação de novos aplicativos para smartphones que vão se aproveitar desse recurso, expandindo e enriquecendo o cotidiano do usuário nesse aspecto.

O Secure Element já está disponível na família de smartphones Samsung Galaxy S20, ma a Samsung já está produzindo esse chip em massa para que o mesmo esteja disponível para que os demais fabricantes possam implantá-lo em outros dispositivos. Não foi revelado se o chip estará presente no Exynos 990 ou em outros processadores.

 

 

Via Samsung


Compartilhe