Compartilhe

De novo não. Certo, Samsung?

Em 26 de setembro de 2019, Brian Heater, editor do TechCrunch, publicou um artigo com o título “A tela do meu Galaxy Fold quebrou depois de um dia”, relatando uma experiência ruim com o dispositivo. Mais especificamente uma mancha amorfa de cores brilhantes na tela, em uma imperfeição que confirma a fragilidade das telas de plástico do dispositivo.

A Samsung não demorou absolutamente nada para responder ao problema, na tentativa de acalmar os ânimos mais exaltados.

 

“Temos visto uma resposta entusiasmada ao lançamento do Galaxy Fold em vários mercados nas últimas semanas, com milhares de consumidores desfrutando da experiência única que ele oferece.

O Galaxy Fold é um dispositivo único, feito com novos materiais e tecnologias que lhe permitem abrir e fechar como um livro.

Os proprietários do Galaxy Fold são encorajados a ler as instruções de manutenção incluídas na caixa e no manual do produto disponível online. Os produtos utilizados de acordo com estas diretrizes são cobertos pela garantia. Se eles têm alguma dúvida, os proprietários do Galaxy Fold podem consultar com especialistas em produtos Samsung através do serviço Galaxy Fold Premier a qualquer hora e em qualquer dia.”

 

 

Não há motivos para preocupação, por enquanto

 

 

A notícia do TechCrunch pode ser alarmista, mas na prática não há motivos para maiores preocupações. A Samsung realizou melhorias consideráveis no Galaxy Fold original, mas nunca prometeu que o dispositivo era indestrutível.

Porém, mesmo com todas as melhorias, o centro da tela (onde fica o ponto de dobra) é mais delicado. A Samsung deixa claro o que você pode ou não fazer com o Galaxy Fold para evitar problemas, e recentemente publicou um vídeo reforçando essas instruções.

Até agora, esta é a única unidade com relato de problemas depois do re-lançamento do produto. É pouco, levando em conta que o dispositivo já está a venda em vários mercados. Na primeira versão, foram vários relatos de telas quebradas, e o smartphone nem estava no mercado.

Por isso, e pelo menos por enquanto, este é considerado um problema isolado. Não há motivos para pânico ou histeria.

 

 

Via TechCrunch


Compartilhe