Compartilhe

A partir de hoje, 27 de setembro, o Facebook deixou de exibir o número de likes nas publicações dos seus usuários na Austrália, onde os demais usuários deixam de ver o número de interações que aquela publicação recebeu.

Além dos likes (ou curtidas) e outras reações, o Facebook também está ocultando o número de reproduções dos vídeos, em um experimento onde a plataforma quer entender se as mudanças melhoram a experiência de uso da maioria das pessoas.

As redes sociais se transformaram em válvulas de escape para o ego humano, e nos últimos anos, os likes no Instagram, Twitter e Facebook são utilizados como números definitivos para mostrar uma maior popularidade, influência ou relevância em relação aos demais usuários.

Por enquanto, a Austrália é o único país onde o Facebook eliminou o contador de likes. Caso os testes alcancem os objetivos planejados, a decisão pode se expandir para outras regiões do planeta.

 

 

Mudanças em nome da espontaneidade e saúde mental dos usuários

 

 

O objetivo do Facebook é fazer com que as publicações se centrem na expressão do que se sente ou se quer compartilhar, e não aumentar o ego através de um número. Algo que, em muitos casos, se for apenas uma questão psicológica para cima, não represente tantos problemas como em muitos casos, onde números de likes baixos podem levar a uma autoestima muito baixa.

Como esperado, as reclamações já estão chegando, tal e como aconteceu com os testes do mesmo recurso no Instagram e, em sua maioria, feitas pelos influenciadores digitais. E é exatamente isso que a medida quer alcançar: que os conteúdos triunfem por si, e não em função de quem os publica. Da mesma forma que aconteceu quando os veículos de informação perderam relevância no Facebook, se o modelo de negócio de um influenciador depende de que vejam o seu número de curtidas, estes podem correr o risco de perder relevância no futuro.

Ocultar os números nas redes sociais parece ser uma tendência de futuro, e será interessante ver como o comportamento dos usuários nas redes sociais vai mudar quando o status daquele influenciador não é algo tão evidente. E a tendência é que a “saúde da conversação” melhore de uma vez por todas.

 

Via TechCrunch


Compartilhe