A próxima geração do Moto G está a caminho, e a maior prova disso é a homologação dos futuros dispositivos na Anatel. Dos quatro modelos intermediários que devem ser apresentados (Moto G7, Moto G7 Play, Moto G7 Plus e Moto G7 Power), dois deles já foram homologados no Brasil.

Os modelos aprovados pela agência de certificação brasileira são: o X1965-2 com bateria de 2.820 mAh, e o XT1962-4, com bateria de 3.000 mAh.

A Anatel não revela maiores detalhes sobre os smartphones, como fotos ou tabela de especificações. O que sabemos é que o Moto G7 homologado é o que conta com bateria de 2.820 mAh, com carregador Turbo Power e porta USB-C. Este modelo já está certificado na FCC dos EUA, cuja documentação mostra que ele chegará ao mercado com processador Snapdragon 660, 4 GB de RAM e 64 GB de armazenamento.

O novo Moto G7 também deve trazer como novidade uma tela com notch em forma de gota, além da câmera dupla na parte traseira junto ao leitor de digitais.

 

 

O segundo modelo homologado no Brasil é o Moto G7 Play, com bateria de 3.000 mAh, também recebendo um carregador Turbo Power, mas com porta microUSB comum.

De acordo com o Evan Blass (aka @evleaks), a Motorola/Lenovo deve apresentar mais dois modelos da linha Moto G7: o Moto G7 Plus, com um processador mais potente que os demais modelos, e o Moto G7 Power, que deve receber uma bateria com maior autonomia de uso.

 

 

A homologação desses dispositivos na Anatel significa que os produtos estão aprovados para serem comercializados no mercado brasileiro, seguindo todas as normas da agência. Este é o último passo antes do produto ser anunciado e desembarcar nas lojas.

Porém, não dá para imaginar que a Motorola vai lançar a família Moto G7 ainda em 2018. Seria um movimento de risco elevadíssimo. Logo, o mais prudente é acreditar que todos esses smartphones serão oficialmente apresentados no primeiro semestre de 2019, entre os meses de março e maio. Assim como aconteceu com as gerações anteriores do Moto G.

 

Via TigerMobiles