Compartilhe

A Microsoft finalmente voltou a apresentar os seus fones de ouvido sem fio Surface Earbuds. Digo que “voltou a apresentar” porque o produto tinha lançamento estimado para o final de 2019, mas foi adiado para só agora revelar a sua data oficial de chegada ao mercado.

E para compensar o tempo que alguns dos usuários tiveram que esperar a mais por esse produto, a gigante de Redmond confirmou uma redução no seu preço, que pode ser interessante para quem esperou, mas nem tanto quando olhamos para o mercado como um todo, pois esses fones só estão menos caros: o Surface Earbuds tem preço sugerido de US$ 249, mas para esse lançamento terá um valor reduzido para US$ 199.

 

 

 

Tentando surfar na onda que está cada vez maior

 

 

Acho que a Microsoft comeu bola dessa vez ao atrasar o lançamento do Surface Earbuds. Só se justifica o adiamento do lançamento para deixar o produto incrível nos aspectos técnicos. Fora isso, foi só uma perda de tempo em relação à concorrência que apresentou produtos muito interessantes nos últimos meses.

Com um mercado de fones de ouvido sem fio True Wireless que não para de crescer, a Microsoft (como tantas outras empresas de tecnologia) quer mesmo é surfar na onda do momento, e o Surface Earbuds é a materialização desse desejo. O produto foi oficialmente anunciado em outubro de 2019, e a gigante de Redmond prometeu o seu lançamento no mercado no final do ano passado, por um valor sugerido de US$ 249.

Então, a mesma Microsoft teve que adiar o seu lançamento (por motivos que, insisto, até agora não ficaram muito claros para o grande público), e só hoje (6) foi revelado que a data escolhida para o início das vendas do produto é 12 de maio, por um preço de US$ 199 nos Estados Unidos. Não foram feitas menções para os lançamentos do produto em outros continentes.

O preço menor não fez com que o Surface Earbuds diminuísse de tamanho, o que deixa a impressão estética que você está utilizando um enorme tampão de ouvido ou rolha na orelha. Algumas pessoas não vão gostar muito desse formato, e terão que se acostumar com os olhares de outras pessoas que certamente vão achar estranho um indivíduo andando pelas ruas com aquele pedaço de plástico na orelha.

Acredite: isso consegue ser mais chamativo que um headset.

De qualquer forma, o Surface Earbuds tenta oferecer alguns diferenciais em relação aos seus concorrentes, como por exemplo os controles por toque nos auriculares (que devem ser muito mais eficientes do que aqueles presentes em fones menores), até 8 horas de autonomia de bateria (que não é uma autonomia maior do que alguns dos seus concorrentes dentro do segmento) e a integração com a Suite 365 (Office, Word, Excel, PowerPoint, etc), que é um diferencial que pode ser relevante para os usuários de escritório ou estudantes que utilizam o pacote de produtividade da Microsoft.

Ou seja, com o Surface Earbuds, você pode controlar esses aplicativos e programas a partir dos próprios fones, obtendo traduções em tempo real, utilizar o ditado do Office para produzir textos e outras funcionalidades. Talvez essa funcionalidade não justifique o seu preço, mas é um diferencial que pode interessar a grupos específicos de usuários.

Não tem previsão de lançamento para o Brasil, como você já pode imaginar a essa altura do campeonato.

 

 

Via Microsoft


Compartilhe