TargetHD.net | Notícias, Dicas e Reviews de Tecnologia Meu notebook não rende como deveria: o que eu posso fazer? | TargetHD.net Press "Enter" to skip to content
Wetten.com Brasil Apostas
Você está em | Home | Dicas, Truques e Macetes | Meu notebook não rende como deveria: o que eu posso fazer?

Meu notebook não rende como deveria: o que eu posso fazer?

Compartilhe

Você comprou um notebook novo e está decepcionado com o baixo desempenho que o dispositivo está apresentando?

Fique sabendo que você não é o único, e não está sozinho nessa.

Tudo bem, a maneira que você usa o notebook pode influenciar no seu desempenho. Mesmo assim, não é normal ver um dispositivo de tecnologia rigorosamente novo apresentar um desempenho ruim.

Vamos então detectar quais são os principais motivos para determinar um desempenho ruim em um notebook, e o que você pode fazer para resolver isso.

 

 

 

Por que o desempenho é ruim mesmo quando o notebook está conectado na rede elétrica?

Aqui, o motivo é bem simples.

O Windows 10 e o Windows 11 podem adotar diferentes planos de energia que podem dar prioridade ao desempenho, ao equilíbrio ou para a economia de bateria. Ou seja, o plano de energia que você utiliza pode determinar o desempenho do seu notebook, mesmo no uso com a corrente elétrica.

O problema também pode estar no fato do Windows contar com apenas um único plano de energia disponível. Neste caso, o usuário deve procurar pela opção “Mostrar Planos Adicionais” para que outras opções apareçam.

Se isso não acontecer, é possível ao menos criar o plano de máximo desempenho, fazendo o seguinte:

  • Abra o Prompt de Comando pressionando a tecla Windows e digitando CMD.
  • Com o CMD aberto, copie e cole essa linha de comando: powercfg -duplicatescheme e9a42b02-d5df-448d-aa00-03f14749eb61

Feito isso, o plano de máximo desempenho vai aparecer nos planos de energia do notebook, e poderá ser personalizado caso seja necessário.

Leve em consideração que a maioria dos fabricantes de notebooks incluem softwares dedicados de controle de energia e desempenho do equipamento. Esses softwares se sobrepõem ao Windows na prioridade dos ajustes. Logo, certifique-se que você selecionou o perfil de alto desempenho no seu equipamento.

Se você não tem o software personalizado do seu notebook, pode fazer o download de forma gratuita na página web do fabricante do seu equipamento. Tais ferramentas tendem a resolver de imediato a maioria dos problemas associados ao gerenciamento da energia e do desempenho do equipamento.

Por outro lado, não deixe de lado os ventiladores e dissipadores dos notebooks, que devem ser configurados em alto desempenho sempre. Mesmo que isso resulte em uma emissão de ruído um pouco maior durante o uso do computador.

 

 

 

E se tudo isso falhar?

Entre em contato com o suporte técnico do fabricante do seu notebook, pois eles devem ajudar a resolver o seu problema, evitando perder tempo ao tentar resolver a questão por conta própria.

Já os usuários mais avançados já sabem o que fazer, utilizando softwares específicos ou tentando averiguar (e resolver) a questão por conta própria. Sempre é mais rápido e mais barato do que recorrer à autorizada, mas desde que você saiba o que está fazendo com o notebook.

Uma forma eficiente para verificar se o seu computador voltou a render como poderia é utilizando o teste de estresse do CPU-Z e o monitor de desempenho do Windows 10 e Windows 11, através do Administrador de Tarefas > Desempenho > CPU.

Se o seu CPU está em 100% e consegue alcançar a velocidade máxima especificada nas configurações, você conseguiu resolver o problema.


Compartilhe