Se você pensa em comprar um dos novos smartphones da Motorola, não espere muitos anos de atualização. A linha Moto G6 tem apenas uma grande atualização prometida, e a família Moto E5 pode nem sequer receber o update.

Uma vez que os novos Moto G6 chegam ao mercado já com o Android 8.0 Oreo, eles devem receber no máximo o Android P, e a Motorola não se compromete a atualizar além disso. E essa é a política da empresa a algum tempo.

 

 

Já as perspectivas para a série Moto E5 são ainda piores, com a Motorola relutante em entregar uma grande atualização para os seus equipamentos mais acessíveis. As séries Moto G6 e Moto E5 não receberão correções mensais de segurança, com os usuários sendo obrigados a se contentar com melhorias de segurança ‘a cada 60-90 dias’.

A notícia é péssima e decepcionante para os fãs da Motorola. Ainda mais quando pensamos que ela foi uma das melhores do mercado no que se refere às atualizações de software.

Obsolescência programada na cara dura.

Lamentável.

 

Via Ars Technica