Se você ainda não deixou o Internet Explorer em favor do Edge, é melhor rever seus conceitos e realizar a mudança. Mesmo que seja para outro navegador.

Um grupo de criminosos começou a explorar ativamente uma nova falha no IE para infectar computadores com malware. A equipe de segurança da empresa Qihoo 360’s Core revela que a ameaça começa a ser utilizada de forma global.

Tal vulnerabilidade é explorada através de um documento do Office infectado, que possui a denominação ‘double-kill’. Para ativar o malware, o usuário precisa utilizar o Internet Explorer e optar por abrir o arquivo infectado no Office. A partir daí, o malware contorna o mecanismo de controle de conta do usuário, que supostamente impede a execução de scripts não verificados.

O ataque exige que os usuários façam duas coisas: abrir arquivos não verificados do Office e utilizar o Internet Explorer. Já foi solicitado à Microsoft um patch de correção de forma urgente.

Além de eliminar completamente o Internet Explorer do computador, não há mais nada que os usuários podem fazer. A não ser esperar pela correção da Microsoft e ter atenção redobrada com os documentos do Office que recebe em e-mails ou sites suspeitos.