Compartilhe

O duelo Homem vs Máquina continua e, aparentemente, os humanos estão perdendo o desafio. Já testemunhamos como algumas inteligências artificiais podem derrotar humanos em jogos de videogames e de xadrez. Porém, a mais recente vitória dos humanos pode reverter esse desafio por um viés bem interessante: na argumentação.

O campeão de debates Harish Natarajan derrotou recentemente a inteligência artificial da IBM, a Miss Debater, que não deu conta de superar o poder de argumentação do atual campeão mundial.

Em 1996, a IBM colocou o seu computador para jogar xadrez contra o famoso campeão Garry Kasparov. O computador venceu, e esse foi um evento histórico para o mundo da tecnologia. Gerou tanta controvérsia, que Kasparov chegou a acusar a IBM de trapacear.

Na última segunda-feira (11), Natarajan e a inteligência artificial da IBM duelaram no evento Think Conference, realizado em São Francisco (Estados Unidos). Os dois debateram por 25 minutos, até que os presentes deram a vitória para o campeão humano.

O mais curioso aqui é que Miss Debater simplesmente não conseguiu acompanhar os argumentos de Natarajan. Primeiro, a inteligência artificial foi buscar argumentos em sua gigantesca base de dados, que é composta por mais de 1 bilhão de frases tiradas de jornais acadêmicos.

Mas isso não foi suficiente. Um debate de argumentação é um campo complexo demais para uma inteligência artificial vencer.

No entendimento de Natarajan, para debater é preciso ter muitas informações de forma a construir argumentos. Depois, é preciso desconstruir esses argumentos de forma perceptível, e a comunicação com o público é importante na hora de transmitir o argumento.

Sem falar que processar uma informação é algo bem fácil de ser feito por uma inteligência artificial, mas detalhes como linguagem, retórica e emoções são coisas impossíveis para uma máquina, pelo menos nesse momento.

Em resumo: este não é de todo um exemplo negativo. É interessante ver a tecnologia chegar a um estágio onde já temos uma máquina que é capaz de debater ideias com um ser humano. E isso reforça que o futuro será promissor nesse campo.

 


Compartilhe