O ‘One More Thing’ da Huawei na apresentação de hoje foi o anúncio do Huawei Mate 20 X, um smartphone com tela enorme, bateria enorme e grande desejo de se diferenciar de todos.

É o maior smartphone do portfólio da Huawei, com tela OLED de 7.2 polegadas, mais digna de ser um tablet. Para alimentar essa grande tela, é preciso uma bateria de 5.000 mAh. Para competir diretamente com o Samsung Galaxy Note 9, o modelo é compatível com Stylus.

 

 

Essa enorme tela de aspecto 19.5:9 (com notch) tem resolução de 2244 x 1080 pixels, prometendo uma experiência “verdadeiramente imersiva” para os usuários que gostam de jogos e consumir filmes e séries no smartphone, sem perda de detalhes.

O novo Huawei Mate 20 X conta com o novo processador Kirin 980, tal e como acontece com os seus irmãos maiores, com tecnologia de processo de fabricação de 7 nanômetros, o que dá ênfase para o desempenho e eficiência energética otimizadas.

Além disso, destacamos a conjunção da CPU com a GPU, com a nova dual-NPU, um co-processador orientado para as tarefas de inteligência artificial, contando com a tecnologia GPU Turbo 2.0, onde hardware e software trabalham por uma experiência de jogo inovadora em jogos mais complexos.

 

 

O Huawei Mate 20 X trabalha com 6 GB de RAM e 128 GB de armazenamento (expansíveis via NM Card). Nas câmeras, o mesmo conjunto triplo traseiro Mate 20 Pro: 40 MP (f/1.8) + 20 MP (f/2.2) + 8 MP (f/2.4), e sua câmera frontal conta com 24 MP (f/2.0).

Sua bateria de 5.000 mAh recebe o modo de recarga rápida SuperCharge 2.0 via USB-C, o que deve garantir com maior facilidade pelo menos um dia de uso.

 

 

É uma proposta diferenciada em vários sentidos. O Huawei Mate 20 X é o smartphone com grandes dimensões, que aposta na conquista dos usuários que buscam uma tela perfeita para jogos e consumo de multimídia.

O Huawei Mate 20 X tem preço sugerido de 899 euros.