Fitbit Charge 4: agora com GPS

Compartilhe

A nova Fitbit Charge 4 é uma smartband muito parecida com o modelo da geração anterior na sua estética, mas foi atualizada por dentro para adicionar um GPS e recursos para o Spotify.

 

 

 

Um design conhecido com novidades por dentro

 

 

Por fora, a Fitbit Charge 4 é muito parecida com a Fitbit Charge 3, mas agora tem caixa de plástico e não de metal, para manter o mesmo preço do modelo anterior, A pulseira ajustável foi mantida, e recebe novas opções de cores.

O dispositivo conserva a tela OLED touch em preto e branco, mas no seu interior temos as principais novidades: primeiro, o GPS, que torna o Fitbit Charge 4 o primeiro wearable da empresa a contar com um chip desse tipo, permitindo a prática de exercícios em ambientes externos sem precisar levar o telefone para o registro de percurso.

Agora, são sete modos de exercícios integrados, permitindo a sincronização dos dados da pulseira com o smartphone para ver as zonas de calor que mostram onde o exercício fez mais efeito em nosso corpo, permitindo uma análise de desempenho mais detalhada.

 

 

Outra novidade é o Active Zone Minutes, recurso que deve chegar também aos relógios da Fitbit em breve. Esta tecnologia usa o sensor de frequência cardíaca PurePulse para detectar quanto tempo levamos para chegar nas zonas de queimas de calorias e cardio nos exercícios. Dessa forma, o usuário fica sabendo quanto de esforço precisa fazer para queimar as calorias desejadas. Você recebe avisos em tempo real para acelerar ou diminuir a intensidade do exercício.

Do mais, a pulseira pode registrar o seu sono via Smart Wake, que permite ao usuário dar uma janela de 30 minutos para que a pulseira desperte na melhor hora. O recurso ainda não está disponível no ato do lançamento do produto, e usa a machine learning para tomar decisões. Através do aplicativo, podemos conhecer nossos hábitos de sono.

A Fitbit Charge 4 também conta com o sensor Sp02, que faz uma estimativa da variação do nível de oxigênio no sangue, além de ser útil em recursos como SmartTrack (para registros de exercícios), lembretes contra inatividade, registro da saúde feminina, entre outros.

 

 

Na conectividade, a Fitbit Charge 4 também conta com Spotify de forma nativa, através de um controle remoto do app para smartphones. Com ele, você pode pausar a reprodução, mudar de faixa ou dar likes para músicas favoritas, além de exibir notificações e responder mensagens curtas (apenas com o Android), alerta de chamadas recebidas e uso com o Fitbit Pay (via NFC) para pagamentos.

Por fim, a Fitbit não revelou a sua capacidade de bateria, mas a autonomia prometida é de até sete dias, número que se reduz para cinco horas quando usamos o GPS o tempo todo.

 

 

 

Fitbit Charge 4: preço e disponibilidade

 

 

A Fitbit Charge 4 estará disponível em duas versões: a normal e a edição especial. A principal diferença entre as duas é que a edição especial tem duas pulseiras adicionais. O produto já pode ser reservado nos sites da Fitbit e da Amazon, e suas vendas começam em 15 de abril de 2020.

Preços:

Fitbit Charge 4: 149,95 euros.
Fitbit Charge 4 Edição Especial: 169,95 euros.

 

 

Via Fitbit


Compartilhe