A falha do FaceTime, que permitia ver e ouvir a pessoa antes de atender a chamada, foi uma falha flagrante e violação de privacidade por parte da Apple. mas alguém se beneficiou dessa falha.

Grant Thompson foi o adolescente de 14 anos da cidade de Tucson, Arizona (EUA) que descobriu a falha, e vai ganhar uma boa soma de dinheiro ou vários produtos da Apple por detectar o problema. Lembrando que isso faz parte de um programa da recompensas da empresa.

Se uma pessoa descobre uma falha grave em um produto da Apple, pode receber recompensas entre US$ 25.000 e US$ 200.000. Dependendo do nível da falha, quem descobriu pode ficar rico. E foi o que aconteceu com o Grant.

Ele descobriu a falha 10 dias antes que a mesma se tornasse pública. Sua mãe, Michelle Thompson, entrou em contato com a Apple e enviou um relatório do erro. Ela foi ignorada pelos especialistas de Cupertino, e por isso Michelle compartilhou o problema no Twitter, e quando a notícia viralizou, a empresa decidiu tomar providências sobre o assunto.

Então, um executivo de alto escalão da Apple visitou a família de Thompson, e além de agradecer por detectar a falha, perguntou como a empresa poderia melhorar o sistema de apresentação de problemas. A Apple se desculpou formalmente em comunicado, e ofereceu para Grant uma recompensa em dinheiro, que a mãe dele deve destinar para a sua universidade.

 

 

Qualquer pessoa pode ganhar muito dinheiro detectando falhas de software

 

 

Esse é um segmento que pode render um bom dinheiro para as mentes mais habilidosas. Há muitos profissionais especialistas em informática que dedicam a sua vida a encontrarem falhas em sistemas para receber as recompensas, que podem ser generosas.

No caso de Grant, ele encontrou a falha meio que “na sorte”, mas com um pouco de racionalidade para perceber o problema no FaceTime. Quem sabe o futuro dele pode ser até mesmo dentro da Apple, reduzindo o número de falhas dos seus sistemas operacionais.