Compartilhe

Teremos um uma prova do Enem digital no futuro. A fase piloto do novo formato (em versão eletrônica) começa em 2020, com o abandono dos cadernos impressos de forma gradual e progressiva, até ser 100% em digital até 2026.

O formato digital do Enem será aplicado em 2020 para 50 mil estudantes em 15 capitais brasileiras: Belém (PA), Belo Horizonte (MG), Brasília (DF), Campo Grande (MS), Cuiabá (MT), Curitiba (PR), Florianópolis (SC), Goiânia (GO), João Pessoa (PB), Manaus (AM), Porto Alegre (RS), Recife (PE), Rio de Janeiro (RJ), Salvador (BA) e São Paulo (SP).

A prova pode mudar de formato, recebendo vídeos, infográficos e jogos, e a redação será feita no próprio computador. A ideia é enviar a prova para o candidato já corrigida e direto no seu smartphone.

 

 

Provas ao longo do ano e múltiplas provas direcionadas no futuro

 

O novo exame vai se alinhar ao novo formato do ensino médio. A partir de 2021, os alunos passam por uma formação comum, onde é possível escolher uma especialização (linguagens, matemática, ciências da natureza, ciências humanas e ensino técnico), e o exame digital pode oferecer múltiplas opções de provas já direcionadas para as áreas especializadas, e sem custo adicional.

A prova digital do Enem será aplicada em locais específicos e com computadores disponíveis, como em alguns colégios ou universidades. A ideia é usar a capacidade computacional já instalada, aumentando a demanda de forma gradativa até 2026.

O MEC afirma que a maior parte do Enem já é feito por computador, e a sua aplicação é “analógica” (impressa). As tentativas de fraude (segundo o Enem) está no sistema que atribui as notas aos estudantes).

O Enem 2020 já tem datas marcadas: nos dias 11 e 18 de outubro de 2020 no formato digital, e em 1 e 8 de novembro de 2020 na versão impressa. Lembrando que 50 mil estudantes é o equivalente a 1% da base de alunos de todo o Brasil. No futuro, a ideia é aplicar o Enem digital em várias datas ao longo do ano.

Já o Enem 2019 não sofreu alterações no seu formato, e o exame (em formato impresso) será aplicado nos dias 3 e 10 de novembro de 2019.

 

Via Agência BrasilG1


Compartilhe