Compartilhe

O Samsung Galaxy S20 é uma realidade, com três modelos: Samsung Galaxy S20, Samsung Galaxy S20+ e Samsung Galaxy S20 Ultra. Ou seja, a Samsung pulou 10 números, e isso torna inevitável a comparação com a geração anterior.

Muita coisa mudou nos novos Samsung Galaxy S20, S20+ e S20 Ultra em comparação com os modelos Galxy S10e, S10 e S10+. E esse post ilustra essas diferenças de forma mais clara para você.

 

 

Ano novo, nome novo

 

Finalmente chegou a hora da Samsung mudar o nome dos seus smartphones top de linha, que deixam de se chamar Galaxy S11 para serem batizados como Galaxy S20.

Ainda são três modelos (excluindo o Samsung Galaxy S10 Lite, que foi lançado muito depois), mas o modelo compacto foi eliminado para essa nova distribuição, que agora é composta de tamanhos normal, Plus e Ultra.

O Samsung Galaxy S20 conta com 6.2 polegadas, contra 5.8 polegadas do seu equivalente do ano passado, o Galaxy S10e, e é uma tela um pouco maior que a do Galaxy S10 (6.1 polegadas).

Quanto mais completo o modelo da atual geração, maior é a diferença de tamanho com a geração anterior. O Samsung Galaxy S20+ possui uma tela de 6.7 polegadas, enquanto que o Samsung Galaxy S20 é um monstro com 6.9 polegadas.

 

 

120 Hz nas telas

 

As telas ficaram maiores e se comportam todas da mesma forma. São telas Super AMOLED Dynamic QuadHD+, que só mudam no tamanho, mantendo a mesma resolução e a mesma proporção de 563 pixels por polegada.

São telas com bordas ainda mais finas, com menor curvatura em relação aos modelos do ano passado e com furo para a câmera, que dessa vez está no centro e conta apenas com uma lente, onde o Galaxy S20 Ultra possui um sensor de 40 MP, no lugar do sensor de 10 MP dos modelos menores.

A mudança mais importante nas telas do Samsung Galaxy S20 está na taxa de atualização, que sai dos 60 Hz da geração anterior para 120 Hz nos três modelos de nova geração.

 

 

Mais megapixels

 

O design do módulo de câmera mudou radicalmente no Samsung Galaxy S20, passando da tira horizontal para o módulo retangular na vertical, com um grande aumento de megapixels, além de maior foco na lente telefoto.

Assim, dos 16 + 12 + 12 Mp que a Samsung inseriu no Galaxy S10 e S10+, fomos para um conjunto com 12 MP + 12 MP + 64 MP no Galaxy S20, que tem os mesmos sensores no Galaxy S20+, com a adição de um sensor ToF.

Já o Samsung Galaxy S20 Ulta tem verdadeiros monstros nas câmeras, com uma combinação de 12 MP + 108 MP + 48 MP + ToF. Os sensores trabalhando juntos entregam um zoom ótico híbrido de 10x, e um zoom ótico total de 100x. Nos outros dois modelos, o zoom híbrido é de 3x, e o zoom total fica com 30x.

 

 

5G para todos, e até 16 GB de RAM

 

O Samsung Galaxy S20 aposta no processador Exynos 990 compatível com o modem 5G Exynos Modem 5123, com conectividades NSA e sub-6 como padrão. Já em mercados selecionados, como é o dos Estados Unidos, o chip escolhido é o novo Snapdragon 865.

O Exynos 990 é compatível com a RAM LPDDR5, com 8 GB iniciais para os modelos S20 e S20+, e 12 GB iniciais para o Galaxy S20 Ultra. Uma versão com 16 GB de RAM para o Ultra está disponível, e a maior versão que o S10+ recebeu no ano passado contava com 12 GB de RAM.

Por fim, a bateria recebeu um aumento razoável, levando em consideração o aumento de tamanho dos dispositivos. O Samsung Galaxy S20 recebe 4.000 mAh, o S20+ possui 4.500 mAh, enquanto que no ano passado o S10 tinha 3.400 mAh e o S10+ ficou com 4.100 mAh. E o Samsung Galaxy S20 Ultra ocupa a palma da sua mão e lota o seu bolso (ao mesmo tempo que esvazia também, com o seu elevado preço) com uma bateria de 5.000 mAh.


Compartilhe