Disney dominou os cinemas em 2019, com sete das dez maiores bilheterias do ano | TargetHD.net
TargetHD.net | Notícias, Dicas e Reviews de Tecnologia Disney dominou os cinemas em 2019, com sete das dez maiores bilheterias do ano | TargetHD.net Press "Enter" to skip to content
Wetten.com Brasil Apostas
Você está em | Home | Cinema e TV | Disney dominou os cinemas em 2019, com sete das dez maiores bilheterias do ano

Disney dominou os cinemas em 2019, com sete das dez maiores bilheterias do ano

Compartilhe

O ano de 2019 foi excepcional para a Disney, que deixou claro para todo mundo que é um monstro capaz de fazer estragos nas bilheterias. Este foi o primeiro estúdio (ou gigante do entretenimento, como queiram) a arrecadar mais de US$ 10 bilhões em um ano, o primeiro a ter seis estreias com arrecadações superiores a US$ 1 bilhão, o primeiro estúdio a ter sete das dez maiores bilheterias do ano no cinema e, como cereja do bolo, detém o novo recorde histórico (nominal) de bilheteria.

O questionável Star Wars: A Ascensão Skywalker arrecadou US$ 373 milhões no seu final de semana de estreia global. Está abaixo do que os dois filmes anteriores da trilogia alcançaram, mas se mantiver o ritmo, é mais um que vai superar a casa de US$ 1 bilhão em poucas semanas.

O Episódio IX de Star Wars alcançou a décima posição entre as maiores bilheterias de 2019 nos Estados Unidos, deixando a Disney com 80% dos maiores sucessos nos cinemas daquele país. E isso nunca aconteceu na história do cinema norte-americano. Assim como os 70% de sucesso no Top 10 global, o que também é um novo recorde.

Vale observar que, nesse ranking, Homem-Aranha: Longe de Casa é uma co-produção entre Marvel Studios, Disney e Sony. Porém, como o controle criativo é da Marvel, o filme entra na lista.

A estratégia da Disney em 2019 se baseou nas franquias de sucesso, como os filmes da Marvel, Toy Story e Frozen, além dos remakes, como nos casos de O Rei Leão e Aladdin. Nada de histórias novas. Todas derivadas de algo que já fez sucesso.

Mesmo assim, considere o quanto cada um desses filmes arrecadou com vendas de produtos, e os números de arrecadação podem ser estratosféricos. Detalhe: Frozen 2 ainda não estreou no Brasil, um dos mercados mais lucrativos para a Disney.

Além disso, é importante observar como a Disney segue lucrando em cima de suas compras recentes (Pixar, Marvel Entertainment e Lucasfilm), e o segredo disso foi a chegada de Bob Iger ao posto de CEO da empresa em 2005, mudando os rumos da companhia de forma acertada.

 

 

2020, o ano do Disney+?

Olhando para 2020, pelo menos na teoria, a Disney não deve ter um ano tão espetacular nos cinemas como foi 2019. Nenhum filme de Star Wars e, até agora, as estreias confirmadas são Mulan, Viúva Negra e Os Eternos.

Um dos motivos para um 2020 mais “pé no freio” nos cinemas é para turbinar o Disney+, sua plataforma de streaming, que vai receber estreias dos universos Star Wars e Marvel, sem falar nas produções originais do Disney Studios. No ano que vem, esse serviço vai se expandir internacionalmente para entrar de vez na guerra do streaming.

Só nas primeiras 24 horas de atividades, o Disney+ superou os 10 milhões de assinantes. E esse número era a meta de um ano. Logo, é fácil pensar que a empresa mira roubar da Netflix o domínio global.

2020 será um ano muito interessante. Vamos ver como as gigantes do entretenimento movem suas fichas. E quais são os planos da Disney para engordar a sua conta bancária.

 

 

Top 10 Bilheterias do Cinema em 2019

1. Vingadores: Ultimato (US$ 2.797.800.564)
2. O Rei Leão (US$ 1.656.713.458)
3. Homem-Aranha: Longe de Casa (US$ 1.131.927.996)
4. Capitã Marvel (US$ 1.128.274.794)
5. Frozen 2 (US$ 1.107.116.922)
6. Toy Story 4 (US$ 1.073.394.593)
7. Coringa (US$ 1.062.954.660)
8. Aladdin (US$ 1.050.693.953)
9. Velozes e Furiosos: Hobbs & Shaw (US$ 758.910.100)
10. Ne Zha (US$ 700.547.754)


Compartilhe