Dicas para comprar um celular básico em 2021

Compartilhe

Não é todo mundo que precisa de um Galaxy S21 Ultra (eu preciso). Tem um grande grupo de pessoas que só desejam ter um celular simples, que faz o essencial e simplesmente funciona bem para as atividades mais básicas.

Neste post, não quero indicar modelos que podem ser uma boa opção de compra, mas sim compartilhar qual é a minha visão de celular básico para 2021. Na minha avaliação, vou considerar o preço do produto (obviamente), mas também as principais características técnicas que considero aceitáveis para encaixar um produto dentro dessa categoria.

 

 

 

Sistema operacional

Antes de prosseguir, é preciso deixar bem claro para o amigo leitor que não estou falando de um smartphone de entrada, com um hardware com especificações mínimas e preço reduzido. O que vou abordar aqui é uma categoria que está um degrau abaixo disso.

Os celulares básicos evoluíram quando comparamos com os “dumb phones” de 15 ou 20 anos atrás. Hoje, esses telefones conseguem realizarem algumas tarefas consideradas essenciais para o nosso dia a dia como, por exemplo, acessar redes sociais como Facebook e comunicadores instantâneos, como o WhatsApp.

Dito isso, qualquer celular com o KaiOS pode ser uma ótima pedida para você. Vários telefones da Nokia contam com esse sistema operacional, que é compatível com as redes sociais mais populares do universo de Mark Zuckerberg.

 

 

 

Autonomia de bateria

Outro fator importante para a compra de um celular básico em 2021 é a autonomia de bateria.

Por causa de suas características técnicas (processador de baixo desempenho, tela pequena, etc), é comum ver telefones dentro dessa categoria alcançando uma autonomia de uso bem maior do que a maioria dos smartphones disponíveis no mercado nesse momento.

Mesmo assim, vale a pena procurar pelo telefone que entrega a maior autonomia possível, mesmo que qualquer modelo que está no mercado hoje com as mesmas características possa prometer dias de autonomia de uso.

Com um telefone como esse, você pode obter pelo menos dois dias de uso longe da tomada. Ou até mais, dependendo do seu comportamento de uso.

 

 

 

Design e características físicas

Os celulares básicos tendem a ser mais simples no design. Lembram mesmo os telefones vendidos nas décadas de 1990 e 2000. Por outro lado, são celulares mais resistentes e seguros, e isso é sempre bem vindo para os usuários mais precavidos ou desastrados.

Outro detalhe importante do segmento é que a moda retrô se faz mais presente por aqui. Alguns modelos que chegaram ao mercado (principalmente da Nokia – de novo, sempre ela) são altamente inspirados nos modelos que fizeram muito sucesso no passado.

E, pode não parecer, mas ter um celular do passado no presente é, para muitos, um sinal de estilo e personalidade.

 

 

 

O preço de um celular básico

Esse continua a ser o principal fator para definir a compra em um smartphone ou celular básico.

Nesse sentido, não vale a pena pagar mais que R$ 300 em um celular básico. E esse valor é bem no limite mesmo: se puder pagar R$ 250 ou menos, melhor.

Se você vai ter um celular básico como modelo reserva ou para uso pontual, que ao menos pague o menor valor possível nesse produto.

E seja feliz com o seu celular simples, resistente e essencial.


Compartilhe